Você está em:
IMPRIMIR

Congresso sindical consolida presença do PSDB nos movimentos populares

27 de abril de 2012

Mais de duas 2 mil pessoas, entre sindicalistas, lideranças políticas e filiados ao partido, participaram do encontro em São Paulo

O PSDB reuniu mais de 2 mil pessoas, entre sindicalistas, lideranças políticas e filiados ao partido, nesta sexta-feira (27) para a realização de seu primeiro Congresso Nacional das Lideranças Sindicais, que ocorreu em São Paulo. A atividade marcou a formalização do Núcleo Sindical do PSDB, que será presidido por Antonio de Sousa Ramalho. O presidente nacional do partido, Sérgio Guerra, o governador Geraldo Alckmin (SP), o ex-governador José Serra e o senador Aécio Neves (MG), foram alguns dos representantes do partido no encontro.

O Núcleo Sindical do PSDB atuará de forma decisiva no dia a dia do partido. Será, na avaliação do presidente Sérgio Guerra, um grupo com “vez e voz nas decisões partidárias”. Os sindicalistas já participarão das eleições de 2012, com candidaturas às câmaras e prefeituras municipais em diversas cidades, e prepararão, ao longo dos próximos anos, uma agenda de temas que será apresentada ao partido. O Núcleo tem a meta de lançar, em 2014, ao menos um candidato a deputado federal e um a deputado estadual em cada um dos estados do Brasil.

O presidente Sérgio Guerra definiu o encontro como um marco para o partido. “A avaliação que faço do evento é a melhor possível. Reunimos trabalhadores de todo o Brasil, gente interessada em debater as questões do sindicalismo e do trabalho. É a continuidade de um movimento de aproximação que o PSDB faz das lideranças sociais”, declarou. Para Guerra, os principais resultados do encontro desta sexta-feira serão percebidos ao longo dos próximos meses – como ocorreu, na avaliação do parlamentar, com os grupos da juventude do partido. E o presidente acredita que movimento similar acontecerá com as mulheres da sigla, que promoverão um congresso nacional em maio.

O presidente Sérgio Guerra definiu o congresso sindical como um marco para o partido. Mais de 2 mil pessoas participaram do encontro. Fotos: George Gianni – PSDB

Em sua fala durante o evento, Sérgio Guerra lembrou que o PSDB “não é um partido de iluminados”. “Nós somos um partido de bases. Somos o partido que mais trouxe contribuições aos trabalhadores brasileiros. Sabemos, melhor que todos os outros grupos políticos, dos efeitos que o mau desempenho recente da economia traz aos trabalhadores”, disse, relembrando dos problemas causados pela desindustrialização que vive o Brasil.

Para o presidente do PSDB, a capacidade dos sindicalistas será essencial para que o partido cumpra a meta estabelecida para 2012: a eleição de mais de mil prefeitos em todo o país.

 

Fonte: Agência Tucana