Você está em:
IMPRIMIR

Tucanafro e Juventude do PSDB se unem para enfrentar a violência praticada contra negros

20 de novembro de 2013

O Dia da Consciência Negra, nesta quarta-feira (20), é um marco para a cultura negra nacional. É nesse dia em que são lembradas as lutas dos negros por seus direitos e conquistas. Para marcar a data, o Tucanafro promove o evento “Dia da Consciência Negra Afirmando Sua Negritude”, hoje, a partir das 18h, no Clube dos Cabos e Soldados Bombeiros da Polícia Militar, em Belo Horizonte, com atividades culturais, políticas e sociais.

O Secretariado Nacional de Negros e Negras do PSDB que lançará o movimentoAtitude Afirmativa, entregará ao subsecretário da Juventude de Minas Gerais, Gabriel Azevedo, o Plano Estadual “Minas pelo Fim da Violência Praticada contra a Juventude Negra”. O Plano busca prevenir as ações de violência e reduzir o alto índice de homicídios entre os jovens negros no estado.

Os negros são maioria entre as vítimas de homicídio no Brasil, como aponta os Dados do Mapa da Violência 2013: Homicídio e Juventude no Brasil. De 2002 a 2010, dos 231 mil homicídios de jovens registrados, 122,5 mil eram negros, o que corresponde a 53%. No período, houve crescimento de 18,4% nos casos de negros assassinados, enquanto entre os brancos ocorreu uma queda de 39,8%.

A pesquisa mostra que eles permaneceram mais vulneráveis à violência nesses cinco anos. A taxa de homicídios da população branca caiu 13%, ao passar de 17,1% por 100 mil habitantes em 2006 para 14,9% por mil em 2011.

O dado reflete a grande disparidade racial que existe no Brasil, quando se trata de vítimas de assassinatos. Com o aumento dos homicídios entre a população negra, a probabilidade de um preto ou pardo ser vítima de assassinato no país é 2,4 vezes maior do que a de um branco.

“Esse evento é importante para que os negros reafirmem sua importância na sociedade. A criação do Plano Estadual busca um olhar das autoridades para a atual situação dos jovens negros. Hoje, eles representam 75% dos números registrados de homicídios em Minas Gerais. Queremos mudar essa realidade. Desenvolver atividades culturais e de lazer nas comunidades é um caminho para que os jovens desviem do caminho da criminalidade”, explica o presidente nacional do Tucanafro, Juvenal Araújo.

O evento terá a presença da primeira desembargadora negra do Brasil, Luislinda Valois, que fará uma palestra sobre Cotas Universitárias. A juíza se filiou recentemente ao PSDB.

A comemoração contará ainda com a a apresentação de grupos de samba, capoeira, black music, coral infantil e escola de samba. Um desfile com modelos profissionais lançará a campanha “Moreno não. Sou negro”.

Serviço

Dia da Consciência Negra Afirmando Sua Negritude – 20 de novembro

Onde: Clube dos Cabos e Soldados Bombeiros da Polícia Militar de Minas Gerais – (Rua Dom Oscar Romero, 500 – Bairro Nova Gameleira).

Horário: a partir das 18h

Belo Horizonte (MG)