Você está em:
IMPRIMIR

Thelma de Oliveira: A vitória de todas! Viva as Mulheres e o PSDB

5 de fevereiro de 2013

A presidente do PSDB Mulher, Thelma de Oliveira - Foto: George Gianni

O dia 5 de fevereiro de 2013 estará definitivamente marcado na história do Partido da Social da Democracia Brasileira para ser lembrado por nossa memória por muitos anos.

Nesse dia, o presidente nacional do partido, o Deputado Federal Sérgio Guerra, assinou a resolução 1/13 que garante, desde já, que todos os órgãos diretivos tucanos, seja no âmbito municipal, estadual ou nacional, sejam compostos com pelo menos 30% de mulheres.

É uma vitória de todas as mulheres tucanas, de todas as mulheres brasileiras. É uma vitória do PSDB, uma vitória do nosso presidente Sérgio Guerra, que nunca faltou com o apoio necessário para nossas lutas internas e na sociedade. Marcou o seu nome na História do PSDB!

É uma conquista histórica, que terá repercussões no dia-a-dia partidário, abrindo-se mais espaços institucionais, mais espaços para debates de nossas propostas, de nossos anseios, de nossas preocupações com as mulheres de todo o Brasil. Vamos ampliar nossas presença nos diretórios e executivas partidária.

Com milhares de mulheres filiadas, as tucanas já comandam 93 prefeituras em 20 estados brasileiros, tem 83 vice-prefeitas, 726 vereadoras, 20 deputadas estaduais e 3 deputadas federais e a nossa senadora Lúcia Vânia.

Já comandamos importantes unidades da Federação, como o Rio Grande do Sul na gestão Yeda Crusius, e o Distrito Federal com Maria de Lourdes Abadia, não por coincidência as duas ex-presidentes nacionais do PSDB-Mulher. Sempre que nos abrem espaços, chegamos lá!

Capacidade de luta, competência gerencial nós já demonstramos. Garra e militância, nas ruas dos mais de cinco mil municípios do país (e nossos adversários) conheceram mais uma vez, nas eleições municipais.

No ano passado saímos às ruas, erguemos as bandeiras da social democracia, apresentamos nomes dignos, honrados, e a população entendeu, elegendo tucanas e tucanos para administrar cerca de 705 cidades brasileiras.

Aqui, no PSDB, as mulheres tem o que comemorar. Nosso partido é aberto, democrático. Não impõe diretrizes de baixo pra cima a ser obedecida cegamente por militantes, ou falsas militantes, defendendo o indefensável, como o Mensalão.

Aqui o processo de decisão pode até ser mais demorado, mas ele é autentico. É resultado de uma luta continua e de respeito às decisões da maioria.

A Resolução 1/13 é um exemplo típico de nossa democracia partidária. No ano passado, mais de 1.000 mulheres de todos os recantos desse imenso Brasil se reuniram na capital dos Pernambucanos e lá escreveram mais um capítulo de nossa Histórica, com a “Carta de Recife”.

Discutimos abertamente, sistematizamos nossas propostas e as colocamos na “Carta de Recife”, entregue à direção nacional e agora referendada pelo presidente Sérgio Guerra, com a assinatura da Resolução 1/13.

As tucanas são assim, sem rodeios e sem submissões. Agimos com a coragem e a força que vieram do exemplo de nomes como Mário Covas, Franco Montoro, Fernando Henrique Cardoso e outros, que escutaram as “vozes da rua” e criaram o nosso PSDB.

Com a Resolução 1/13 caminharemos paras as eleições de 2014 mais fortes, com mais espaços, com maios e maiores possibilidades de lançarmos candidatas tucanas.

Vamos cada vez mais honrar esses nomes, levar nossas reivindicações e propostas socialdemocratas e ajudar a mulher brasileira a mudar essa perversa realidade brasileira, ainda tão desigual para o nosso gênero.

Mulheres tucanas, vamos continuar nossa luta! Conseguimos uma grande conquista, mas queremos mais. Vamos escrever novas páginas na vida do PSDB, do seu município, de seu estado, de nosso Brasil.

Se já alcançamos muito, mais conseguiremos.

 

Fonte: Agência Tucana