Você está em:
IMPRIMIR

Outubro Rosa: Deputados federais tucanos destacam a importância da prevenção

3 de outubro de 2017

Monumentos de Brasília, como o Congresso Nacional, foram  iluminados de rosa para a campanha Outubro Rosa

Monumentos de Brasília, como o Congresso Nacional, foram iluminados de rosa para a campanha Outubro Rosa

Os deputados federais do PSDB chamaram a atenção nas redes sociais para a prevenção ao câncer de mama, que marca o mês de outubro. Sendo o segundo tipo de tumor mais comum entre as mulheres, depois do câncer de pele melanoma, o câncer de mama corresponde por aproximadamente 25% de novos casos no mundo, a cada ano.

A deputada Shéridan (PSDB-RR) demonstrou apoio à campanha que busca conscientizar as mulheres e a sociedade com relação à prevenção do câncer de mama. Apenas no Brasil, segundo estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 57 mil novos casos foram diagnosticados em 2016.

A deputada Geovania de Sá (PSDB-SC) alertou para a importância de uma das finalidades do Outubro Rosa: conscientizar sobre o diagnóstico precoce. Segundo ela, o câncer de mama tem 95% de chance de cura quando é diagnosticado cedo.

Uma das formas de identificar o tumor é por meio da mamografia. A recomendação é que mulheres de 50 a 69 anos façam o exame a cada dois anos. De acordo com o Ministério da Saúde, houve um crescimento de 35% na realização de exames, que passou de 3 milhões, em 2010, para 4,1 milhões em 2016. Até julho deste ano, foram realizados um total de 2,1 milhões de testes.

Outra forma é pela realização do autoexame. Cerca de 66% das descobertas da doença foram feitas pelas próprias mulheres. É aconselhável que mulheres com menos de 40 anos já façam o autoexame.

Médico, o deputado Geraldo Resende (PSDB-RS) disse que é necessário que as mulheres tenham atenção com o seu corpo, principalmente com relação aos seguintes aspectos: mudança no tamanho ou formato das mamas; vermelhidão ou coceira na pele ou ao redor do mamilo; vazamento de um ou de ambos os mamilos; inchaço da axila ou ao redor da clavícula; nódulo ou espessamento que pareça diferente do restante do tecido da mama; mudança na textura da pele, como enrugamento; inversão ou mudanças de posição ou formato do mamilo; e dor constante na mama ou axilas.
“O Outubro Rosa é o mês dedicado a conscientização das mulheres sobre a importância do autoexame e o diagnóstico precoce do Câncer de Mama.

Prevenir é um ato de amor, participe desse movimento. Nós apoiamos essa iniciativa!”, destacou o deputado Nelson Padovani (PSDB-PR).
Quando a doença é diagnosticada, os tratamentos consistem em procedimentos que envolvem a cirurgia de remoção do tumor, radioterapia, quimioterapia ou transplante de medula óssea. Dependendo do caso, pode ser realizada uma combinação desses procedimentos.

A Procuradoria Geral da Mulher e a Secretaria da Mulher da Câmara lançam, nesta terça-feira (03/10), a campanha “Na luta Contra o câncer de mama 2017”. O lançamento está marcado para as 18 horas no Salão Negro.