Você está em:
IMPRIMIR

Curso de política para mulheres reúne representantes do PSDB de vários estados

26 de novembro de 2013

Brasília – O PSDB Mulher, em parceria com a Fundação Konrad Adenauer no Brasil, abriu, nessa segunda-feira, aqui em Brasília, o curso de Política para as mulheres. A iniciativa é voltada às lideranças femininas interessadas em adquirir os conhecimentos na área e discutir políticas de gênero, sociais e econômicas. Cerca de 70 representantes do Distrito Federal e dos 26 estados participam do encontro.

A presidente do PSDB-Mulher, Solange Jurema, ressaltou que é preciso discutir propostas para apresentar ao candidato do partido à presidência da República “não só de gênero, mas brasileiras, em todas as áreas, com o olhar das mulheres para as mulheres”.

Christian Mattaus, representante adjunto da Fundação Konrad Adenauer, no Brasil, afirmou que “as mulheres do PSDB têm grande potencial para entrar na política efazer as mudanças necessárias”.

As palestras realizadas pelas cientistas políticas Lúcia Avelar e Denise Paiva, além da educadora Sílvia Rita Souza, entusiasmaram as participantes, que aproveitaram a oportunidade para ampliar os conhecimentos sobre as políticas de gênero, legislação que favorecem as mulheres e o que precisa avançar. O papel das redes na organização das mulheres e suas conquistas, a importância dos partido políticos para a consolidação da democracia.

Durante o evento foi lançado o livro Novas Perspectivas de Gênero no Século XXI. Uma coletânea de textos que abordam os vários aspectos do universo feminino, suas conquistas e dificuldades, seus desafios e oportunidades.

Os cursos visam também capacitar e estimular as mulheres para a carreira política. A lei estabelece uma cota de 30% nos partidos políticos destinadas às mulheres candidatas a cargos públicos, mas só 15% são preenchidas.