Você está em:
IMPRIMIR

Ampliar e fortalecer o empoderamento feminino, prioridades do Secretariado Nacional do PSDB Mulher

25 de outubro de 2017

Executiva Nacional do PSDB-Mulher se reuniu em Brasília

A Executiva Nacional do PSDB Mulher se reuniu nesta quarta-feira (25/10) para debater o futuro do secretariado com a proximidade das eleições estaduais, marcada para 11 de novembro. Antes, em 9 de novembro, haverá as eleições para a convenção nacional do segmento. A presidente nacional do PSDB Mulher, Solange Jurema, ressaltou que a preocupação está concentrada em manter o compromisso com o empoderamento feminino.

A segunda-vice-presidente do PSDB Mulher e vereadora de Piracicaba Nancy Thame (PSDB-SP) destacou ainda que o futuro do secretariado depende da mobilização de todos os estados em um movimento tal para que não ocorra retrocessos.

A presidente de honra do PSDB Mulher, a deputada federal Yeda Crusius (PSDB-RS), ressaltou que é fundamental que o maior número o possível de mulheres se candidatem aos mais diversos cargos eletivos em 2018.

A primeira-secretária do PSDB-Mulher, Eliana Piola, disse que as causas feministas devem prevalecer em todas as questões abordadas pelo segmento.
“Não podemos aceitar apadrinhadas. Devemos buscar mulheres que estão ativas nas políticas para as mulheres para compor o PSDB Mulher Nacional. A nova presidente deve ter uma postura de autonomia e defender a independência do secretariado”, afirmou.

A segunda-secretária do PSDB Mulher, Angela Sarquiz, disse que no Rio Grande do Sul há indicações de nomes de 31 cidades. A mesma tendência ocorre na Paraíba, no Rio de Janeiro e no Pará, segundo as representantes na reunião.