Você está em:
IMPRIMIR

Aécio Neves alerta que inflação põe em risco benefícios sociais em reunião com PSDB-Mulher

14 de maio de 2014

Senador Aécio Neves durante reunião com PSDB-Mulher em Brasília - Foto: George Gianni

Ao participar nesta terça-feira (13/05) de encontro do PSDB-Mulher, que reuniu representantes de 22 estados da federação, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), fez um alerta sobre o risco que os benefícios sociais correm com a volta da inflação.

“[O governo do PT] perdeu a oportunidade de manter, aquela que foi a grande conquista da sociedade, a estabilidade da moeda. Até os benefícios sociais estão em risco, porque a inflação está comendo do outro lado”, advertiu Aécio.

Para o senador tucano, é responsabilidade dos tucanos atender às expectativas que aumentam na sociedade brasileira. “O PSDB tem a responsabilidade de expressar um sentimento que está crescendo na sociedade brasileira, de gente que não aguenta mais o que está acontecendo no Brasil, que está vendo nossas conquistas indo embora”, disse.

Durante a reunião com as mulheres tucanas, Aécio recebeu das mãos da presidente nacional do PSDB Mulher, Solange Jurema, um documento com propostas do segmento para o programa de governo que o partido apresentará ao país este ano.

“Quero que nessa campanha, as mulheres tucanas se engajem, não só com sua presença, mas também com suas propostas”, afirmou o senador.

Além de representantes de 22 estados brasileiros, participaram do encontro do PSDB Mulher, a vice-presidente do segmento, Thelma de Oliveira (MT), a ex-governadora Yeda Crusius (RS) e os deputados federais Andreia Zito (RJ), Bruna Furlan (SP) e Izalci (DF).

Mudança

Ao discursar,  Aécio disse que as expectativas hoje em relação ao PSDB ultrapassam as fronteiras da legenda, o que aumenta a responsabilidade de todos os representantes do partido.

“Nosso desafio é mostrar a realidade, onde está a mudança segura para o país. A mudança de valores, de respeito à ética, a decência na vida pública, a mudança de paradigma na gestão pública. Acreditem que a nossa missão é a favor do país e não de um partido político. Por isso, andem em seus estados de cabeça erguida e digam que estão nessa luta por um Brasil melhor para os nossos filhos e netos”, acrescentou.