Você está em:
IMPRIMIR

Mais uma pesquisa mostra preferência do eleitorado por João Leite, do PSDB, para a Prefeitura de BH

13 de junho de 2016

deputado joao leite

Deputado tucano lidera todos os cenários do levantamento do Giga Instituto, publicado no “Estado de Minas”

Se as eleições para a Prefeitura de Belo Horizonte fossem hoje o deputado estadual João Leite, pré-candidato do PSDB, seria eleito prefeito. O tucano lidera todos os cenários a pesquisa eleitoral à sucessão de Marcio Lacerda. Levando-se em conta apenas os votos válidos – quando são excluídos os brancos e nulos –, João Leite é o preferido do eleitorado com 40% das intenções de voto.

Na pesquisa estimulada, onde uma lista de 11 pré-candidatos foi apresentada aos entrevistados, o deputado do PSDB obteve 17% das intenções de voto. O segundo colocado, Alexandre Kalil, do PHS, aparece com 6%.

O levantamento foi realizado pelo Giga Instituto e publicado, neste domingo (12/6), pelo jornal “Estado de Minas”. O instituto ouviu 1,1 mil eleitores entre os dias 7 e 10 deste mês.

Essa é a segunda pesquisa de intenções de voto para a prefeitura de Belo Horizonte divulgada pela imprensa. Em maio, levantamento realizado pela Instituto Paraná Pesquisas, sob encomenda da TV Record Minas, apontou que o deputado João Leite lidera as intenções de voto dos eleitores para a prefeitura de Belo Horizonte.

O pré-candidato tucano apareceu também com com 20,6% das intenções de voto na pesquisa estimulada.

A pesquisa publicada pelo Estado de Minas questionou ainda os eleitores da capital sobre o grau de conhecimento dos candidatos. João Leite apareceu como o mais conhecido. A partir das respostas, foi perguntado também ao eleitor se o candidato que ele afirmou conhecer bem, mais ou menos ou só de nome é o único em quem votaria em outubro. O tucano é aquele que apresentou o maior índice de fidelidade, já que 13% de quem o conhece não pretende digitar o número de outro candidato.

Confira pesquisa publicada pelo jornal Estado de Minas:

pesquisa1

pesquisa2

 

Rejeição ao PT

A pesquisa do Giga Instituto publicada pelo Estado de Minas mostra o PT como o partido mais rejeitado entre os 1,1 mil eleitores da capital que foram entrevistados entre os dias 7 e 10 de junho. A legenda é recusada como opção por 48% dos entrevistados. A margem de erro do levantamento é de três pontos percentuais para mais ou para menos.