Você está em:
IMPRIMIR

Confira pronunciamento de Aécio Neves durante encontro de lideranças e pré-candidatos do PSDB-MG

1 de julho de 2016

Aecio-encontro-liderancas

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, comandou nesta sexta-feira (1º de julho), em Belo Horizonte, encontro que reuniu os pré-candidatos tucanos a prefeito e a vereador nas próximas eleições em Minas Gerais.

Acompanhado pelos principais líderes do partido no Estado, Aécio destacou que o PSDB disputará as eleições municipais pautado pela verdade e pelo compromisso com a população.

O presidente nacional do partido defendeu reformas necessárias ao país e disse que os tucanos devem ir às ruas com a cabeça erguida em razão do legado que representam. Aécio Neves lembrou o aniversário de 22 anos do Plano Real e os alertas feitos ao Brasil sobre os erros e as mentiras do governo do PT e que levaram o país à maior recessão econômica da história.

“Mário Covas costumava dizer que as pessoas estão preparadas para ouvir a verdade, para ouvir um não quando este for necessário. Melhor um não do que um sim falso, que vai apenas iludi-las. Digam a verdade ao seu povo e a sua gente. Digam o que é possível fazer e o que não é possível. É isso que vai nos diferenciar, é isso que vai demarcar o nosso campo”, afirmou Aécio.

Confira íntegra do pronunciamento do senador Aécio Neves:

Vocês não podem imaginar como este encontro é importante para o PSDB, para os pré-candidatos, para as lideranças que aqui estão. Tenham certeza de que esse encontro, nesse momento, é para mim extraordinário. Extraordinário porque a política é feita, muitas vezes, de mais desencontros do que de encontros. Mas aqui, para nós de Minas Gerais, para nós do PSDB, de todas as regiões do estado, a política tem sido um permanente reencontro, reencontro na fé, reencontro na confiança, reencontro na solidariedade, mas principalmente de um encontro da vontade de resgatar Minas Gerais e dar novamente ao nosso estado um governo honrado, eficiente e que dê resposta às demandas, aos anseios, às angústias da nossa gente.

Como é bom poder, mais uma vez, me reunir com cada uma e com cada um de vocês, de olhar para o lado e reencontrar tantos rostos conhecidos, tantos olhares de confiança e tantas lideranças que têm como a principal marca da sua trajetória a honradez e a dignidade.

Que bom, senador Antonio Anastasia, ver hoje que o Brasil inteiro o reverencia como uma das mais expressivas lideranças políticas, fazendo o que é certo com competência e, sobretudo, com coragem. Essa tem sido a condução dada pelo senador Anastasia na Comissão do Impeachment. Mas é bom que comecemos a lembrar para que possamos lembrar aos eleitores de todos os cantos de Minas Gerais que nós conseguimos tirar do governo brasileiro a irresponsabilidade manifestada e representada pelo governo do PT.

Isso se deu não de um momento de arroubo do Congresso Nacional. Isso se deu porque o PSDB quase solitariamente, lá atrás, na campanha de 2014, começava a denunciar a apropriação do Estado brasileiro por um grupo político para nele se perenizar. Foi o PSDB, em nome de cada um de vocês, que denunciou ao Brasil inteiro a corrupção na Petrobras, as pedaladas fiscais, o descompromisso com a ética e com o que tem de maior na sociedade brasileira. Pois bem, o processo avançou, a presidente Dilma foi temporariamente afastada, o Brasil se deu uma nova chance.

O PSDB em todos os momentos da sua história, sem nenhuma exceção, colocou sempre os interesses do Brasil acima dos seus próprios interesses exatamente o contrário do que fazia o governo do PT, que quando tinha que opinar entre o PT e o Brasil, ficava com o PT como aconteceu em inúmeras vezes ao longo da sua história. E é exatamente a nossa responsabilidade para com o Brasil que faz com que o PSDB apoie hoje o governo de transição de Michel Temer para que ele possa impor ao Brasil medidas que permitam a retomada da confiança, a retomada dos investimentos e, por consequência, a retomada dos empregos. Mas eu afirmo, como presidente nacional do PSDB, como companheiro de cada uma e de cada um dos que estão aqui, como o companheiro Paulo Abi-Ackel, como o companheiro Rodrigo de Castro, Marcus Pestana, Domingos Sávio, João Leite, todos os parlamentares e prefeitos que aqui estão, o PSDB estará pronto para disputar a Presidência da República pelo voto direto dos brasileiros no ano de 2018. Até lá, vamos sim correr riscos, mas vamos impor também ao governo Michel Temer uma ousada agenda de reformas por que clama o país.

O nosso sonho não se perdeu no tempo, quase vencemos as eleições, mas não perdemos a nossa fé e não perdemos a nossa capacidade de falar aos brasileiros e aos mineiros olhando nos olhos de cada um. Não, a nossa história é o nosso passaporte para o futuro, a honradez de nossos governos são o nosso cartão de visita, mas a nossa ousadia, a nossa coragem para transformar o Brasil, como transformamos Minas, haverá de ser reconhecida pelo conjunto da sociedade brasileira dentro de muito pouco tempo. Mas será agora, nas eleições que se avizinham, nas eleições municipais de 2016, que nós estaremos percorrendo cada canto do Brasil para dizer de forma muito clara, no momento em que busca-se uma certa demonização da política, a negação da política como instrumento de transformação das vidas das pessoas, e nós temos que resistir a essa tentação, porque só não existe política onde não existe democracia. O que nós temos é que dividir, os corruptos não, jamais, mas os homens de bem têm que estar na política disputando o voto do povo para representá-lo e para atender aos seus interesses. E é esse o papel do PSDB.

Mais do que nunca, em todos os nossos anos de história, o PSDB não foi tão necessário ao Brasil como será agora em 2016. É o PSDB da coragem, é o PSDB e essa data de hoje comemoramos 22 anos, exatos 22 anos em que passou a circular a primeira moeda do Real no Brasil, trazendo estabilidade às famílias brasileiras e capacidade de voltarem a planejar o seu futuro. É o PSDB da Lei de Responsabilidade Fiscal, é o PSDB das principais transformações na gestão pública nesse país em governos extremamente exitosos por toda a parte. É esse PSDB que haverá de percorrer as ruas deste país, de cabeça erguida, porque nós não temos absolutamente nada do que nos envergonhar, agimos sempre com responsabilidade, agimos sempre com seriedade e a cada ataque que recebemos vamos responder com a nossa história e com a nossa coragem.

Ao ver, aqui, candidatas e candidatos de absolutamente todas as regiões do nosso Estado, renovo a minha fé, a minha confiança e a minha crença de que nós estamos no caminho certo. Não fazemos política com ódio no coração. Fazemos política com amor buscando a convergência, buscando atender o próximo e foi exatamente esse sentimento que permitiu que o PSDB e vários outros partidos aliados aqui em Belo Horizonte, a nossa capital e coração do nosso Estado, indicasse o nome íntegro e honrado de João Leite como nosso pré-candidato à prefeitura da cidade. Conte com seus companheiros João!

Cada mineiro que aqui está do rincão mais distante do Estado, do nosso extremo Norte ao nosso extremo Sul, de Leste a Oeste, tem aqui amigos, familiares em Belo Horizonte, que abraçarão a sua causa, porque a sua causa é a nossa causa, é a causa do bem, é a causa da transformação. Não tenho dúvidas que você construirá uma grande aliança em Belo Horizonte, como construirão nossos companheiros em várias outras cidades da Região Metropolitana e em todas as outras regiões do Estado. Esse encontro, minhas amigas e meus amigos, é o encontro da renovação da fé, da crença na atividade que escolhemos para fazer a nossa vida. Na missão que decidimos cumprir. A vida pública feita com responsabilidade, com seriedade, é a mais digna das atividades que um ser humano possa desenvolver no seio de uma sociedade. A política, na dimensão maior do que essa palavra possa significar, é a abdicação dos seus próprios interesses em favor dos interesses da coletividade.

É exatamente nessa hora que, tenho certeza, vamos resgatar a política a partir dos nossos movimentos, a partir das mulheres tucanas, a partir do Tucanafro, a partir do nosso PSDB Sindical e dos jovens tucanos, que se reunirão amanhã, em Brasília. E para lá sigo daqui a pouco. Tucanos de todo o Brasil vão dar um grande brado em favor da renovação da política com os valores, com os princípios e com os pilares que aqui já revelei.

Não vamos perder a fé, vamos ter coragem para fazer o que é certo. José Aníbal, o presidente o ITV, lembrava agora há pouco o Mario Covas. Mario Covas idealizador e fundador do PSDB. E eu me lembro que Mario Covas costumava dizer que as pessoas estão preparadas para ouvir a verdade, para ouvir um não quando este for necessário. Melhor um não do que um sim falso, que vai apenas iludi-las. É com essa mensagem que me despeço de vocês. Digam a verdade ao seu povo e a sua gente. Digam o que é possível fazer e o que não é possível. É isso que vai nos diferenciar, é isso que vai demarcar o nosso campo.

Cada um de vocês, repito, vai caminhar de cabeça erguida em cada canto do nosso Estado, por cada uma das cidades em que vivem. Vocês representam um público político que tem um projeto para os municípios, para os estados e para o país. E, para encerrar: nunca, em nenhum outro tempo da nossa história, foi tão necessária a vitória do PSDB. Vamos vencer em Belo Horizonte com o João Leite, vamos vencer em grande parte dos municípios do Estado. E, em 2018, vamos vencer em Minas e vamos vencer no Brasil.

Parabéns tucanos e tucanas. É a vitória da decência. É a vitória do PSDB.