Você está em:
IMPRIMIR

Senador Aécio Neves alerta sobre inflação e desindustrialização do país

2 de maio de 2011

O senador Aécio Neves (PSDB/MG) criticou nesse domingo (01-05-11) a omissão do governo federal em relação ao avanço da inflação e alertou para o processo de desindustrialização pelo qual o Brasil vem passando. Aécio Neves participou da festa “Primeiro de Maio Unificado”, em homenagem ao Dia do Trabalhador, organizada, em São Paulo, por cinco centrais sindicais: Força Sindical, UGT (União Geral dos Trabalhadores), NCST (Nova Central Sindical dos Trabalhadores), CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) e CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil). 

 

“Eu venho aqui, Paulinho e companheiros das demais centrais, como companheiro da oposição para dizer que precisamos estar cada vez mais vigilantes contra o processo gravíssimo de desindustrialização da economia brasileira que já nos assusta a todos. Vamos estar aqui absolutamente firmes denunciando a omissão do governo em relação ao retorno da inflação que penaliza principalmente a classe trabalhadora brasileira”, disse o senador em sua saudação aos trabalhadores.

 

Ele enfatizou que o desenvolvimento do país nas últimas décadas não é obra de um governo ou de um partido, mas fruto da ação da classe trabalhadora. O ex-governador de Minas Gerais lembrou a parceria que fez no estado com as centrais sindicais.

 

“Em Minas Gerais, construímos um caminho novo que acredito, companheiro Paulinho, companheiro Geraldo Alckmin, vamos construir essa mesma parceria pelo Brasil afora. Aqui estão centrais sindicais que não se submetem a uma agenda de governo. Sabem dialogar com o governo, sabem construir parcerias, mas têm independência.”, afirmou o senador.

 

PSDB

 

Em entrevista após o evento, do qual também participou o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o senador, questionado sobre o PSDB de São Paulo, elogiou a força do partido no estado e reiterou a importância da unidade dos tucanos do país.

 

“Em São Paulo, o PSDB é extremamente vigoroso. Queria eu que tivéssemos em outras partes do Brasil o partido tão vigoroso como em São Paulo; um governador com tanto prestígio quanto o governador Geraldo Alckmin. É hora de uma grande convocação pela unidade do partido, a definição de nossas estratégias e de nossas idéias. O PSDB vive ajustes. Eu vou continuar sempre fazendo um grande apelo pela convergência, pela unidade das nossas forças com o Geraldo, com o Serra, com Aloysio, com Sérgio Guerra. São todos homens públicos extraordinários. Acho que o PSDB sairá bem das eleições de 2012 e vai vencer as eleições de 2014” , disse o senador. 
 
 
Aeroportos

 

O senador Aécio Neves também voltou a criticar a demora do governo federal em definir as reformas e ampliações dos aeroportos brasileiros. Apenas na semana passada foi anunciado o plano de concessão e privatização para assegurar a expansão dos aeroportos para a Copa do Mundo. Aécio Neves ressaltou a incoerência do governo do PT que sempre combateu as privatizações.

 

“Quer problema maior que a incoerência do PT em relação a seu discurso. O PT que criou para o Brasil inteiro um fantasma sobre as privatizações e agora assume o processo de privatizações”, disse o senador.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa do senador Aécio Neves