Você está em:
IMPRIMIR

Governo reduz ICMS do setor têxtil

14 de julho de 2010

O Governo de Minas anunciou, no último dia 22/06, a redução da carga tributária do ICMS da indústria têxtil e de confecção de 12% para 7%. Há 3 anos, o ICMS era de 18%, baixou para 12%, e agora caiu para 7%, garantindo maior competitividade ao setor, que gera mais de 200 mil empregos diretos.

O Deputado Dalmo Ribeiro, autor da emenda que reduziu o imposto de 18% para 12%, e que acompanhou intensamente as negociações junto à Secretaria de Estado de Fazenda, junto com o Sindivest, comemorou a medida, que, com certeza, irá gerar mais empregos e renda para Minas Gerais, particularmente na região sul-mineira, onde se concentram centenas de indústrias de malhas e de confecção, benefício que se estende desde a indústria até o comércio.

A redução do imposto no setor têxtil vai garantir condições de igualdade à indústria mineira em relação aos concorrentes de outros estados, que têm concedido benefícios sem amparo em convênio aprovado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

“Agradeço ao Governador Antonio Anastasia por entender a procedente reivindicação do setor, há muito tempo postulada. Estou satisfeito e alegre pelo novo momento que o setor têxtil vai iniciar”, afirma Dalmo.