Você está em:
IMPRIMIR

Governo investe R$ 53,3 milhões em obras viárias

12 de maio de 2010

Com o objetivo de melhorar o tráfego em dois importantes corredores viários da capital mineira, o governador Antonio Anastasia e o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, assinaram, nesta segunda-feira, dia 10, convênios para a realização de obras nas avenidas Cristiano Machado e Antônio Carlos. Serão investidos R$ 53,3 milhões em recursos do Tesouro do Estado para construção de viaduto, novas passarelas, alargamento de pista e complementação de obras já existentes.

O governador Antonio Anastasia destacou a importância da união de esforços entre o Governo de Minas e a Prefeitura de BH pelo desenvolvimento da capital, com destaque para os convênios hoje firmados, que irão facilitar o fluxo de veículos em acessos primordiais da cidade.

“Vamos realizar três conjuntos de intervenções viárias muito grandes em Belo Horizonte. As equipes técnicas do Estado e da Prefeitura se harmonizaram, identificaram quais eram os gargalos e agora assinados esses documentos, começam as tramitações normais como edital de licitação onde for necessário ou execução direta onde já houver o contrato de obra”, disse.

O prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, ressaltou que Estado e município estão trabalhando bem no atendimento às demandas da população. “Vamos realizar obras viárias para que Belo Horizonte possa receber a Copa de 2014”, disse.

Marcio Lacerda ainda falou sobre os prazos para a concretização das melhorias. “Essas são obras de execução rápida e nós entendemos que é possível em menos de um ano, provavelmente, estar com todas elas concluídas, no caso da Cristiano Machado”, afirmou.

Também assinaram parte dos convênios o secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), Fuad Noman Filho e o diretor geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER/MG), José Elcio Santos Monteze.

“Com isso, vamos dar à nossa população mais qualidade de vida. Estamos dando continuidade àqueles compromissos firmados pelo governador Aécio Neves com nossa capital. Belo Horizonte está na fase de rejuvenescimento e passará por uma completa plástica das suas principais artérias. Estamos muito mais do que embelezando, mas dando funcionalidade e mobilidade urbana”, ressaltou.

Obras

O primeiro convênio assinado entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Belo Horizonte, no valor de R$ 20,8 milhões, prevê investimento em obras para aumentar a fluidez no tráfego e dar maior segurança aos pedestres na avenida Cristiano Machado. Serão construídas quatro novas passarelas para pedestres, além de duas que estão em implantação, e outras quatro serão complementadas. Também serão implantados 6 km de gradil para proteção de pedestres em locais de travessia perigosa.

Até o fim deste ano, serão retirados cerca de dois terços dos sinais de trânsito da avenida. Atualmente, há ainda 29 semáforos, devendo restar apenas 10. A medida irá diminuir o tempo de deslocamento entre o centro da capital e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, e a Cidade Administrativa. Com as novas passarelas e complementação das já existentes, serão eliminadas 14 travessias de pedestres, tornando a avenida Cristiano Machado mais segura.

O segundo convênio entre Governo do Estado e PBH prevê aplicação de R$ 3 milhões para a execução de 33 intervenções na avenida Cristiano Machado com reforço de sinalização, implantação de baias para ônibus, realocação de pontos de parada, regularização de calçadas e correções geométricas.

“Essas intervenções na Cristiano Machado irão aumentar a fluidez dos veículos, mantendo sempre como prioridade a segurança do pedestre. A retirada dos semáforos também permitirá uma mobilidade maior, além do acesso mais rápido ao Aeroporto, à Cidade Administrativa e ao vetor Norte de Belo Horizonte como um todo”, enfatizou o governador.

Complexo da Abrahão Caram

Por meio de convênio, o Governo do Estado também destina R$ 10 milhões para viabilizar a execução do complexo viário entre as avenidas Antônio Carlos e Abrahão Caram. Os recursos serão destinados às desapropriações que deverão ocorrer nas imediações do complexo. As obras fazem parte do Planejamento Estratégico para realização da Copa do Mundo de 2014 e facilitarão o acesso ao Mineirão e ao Campus da UFMG.

Novo viaduto no Complexo da Lagoinha

O governador Antonio Anastasia ainda autorizou o início das obras de construção de um novo viaduto que reestrutura o Complexo da Lagoinha. Serão investidos R$ 19,5 milhões na implantação da alça de 326 metros de extensão e 9 metros de largura ligando o bairro Lagoinha ao Centro.

A obra possibilitará conexão do tráfego com origem na avenida Antônio Carlos e destino à avenida Pedro II e Centro, via rua dos Caetés. No sentido inverso, o viaduto dará acesso à avenida Antônio Carlos a partir da rua Guaicurus. A nova via será instalada paralelamente ao viaduto Nansen Araújo, já existente.

“Esse viaduto vai corroborar a tentativa de melhorar o trânsito de um local que já avançou muito em relação ao que era no passado”, disse. As obras, segundo Anastasia, também irão favorecer o transporte coletivo, reduzindo o número de veículos particulares e os engarrafamentos.

O governador Antonio Anastasia destacou que, em breve, esses novos viadutos e passarelas tornarão a vida em BH cada vez mais célere, além de mais segura.

Investimentos já realizados

O Governo de Minas já investiu mais de R$ 600 milhões em obras viárias para melhorar o tráfego da capital mineira. Em março deste ano, o Estado entregou à população de Belo Horizonte novo trecho da obra de alargamento da avenida Antônio Carlos, entre o Complexo da Lagoinha e a rua dos Operários, no bairro Cachoeirinha.

A Linha Verde, o maior conjunto de obras viárias das últimas décadas na Belo Horizonte e na Região Metropolitana, também recebeu cerca de R$ 400 milhões de recursos do Tesouro do Estado. A via melhorou o sistema de transporte e contribuiu para induzir o desenvolvimento do vetor Norte da RMBH. Hoje, a Linha Verde beneficia cerca de 3,5 milhões de pessoas que moram ou trafegam nas imediações.

O conjunto Boulevard Arrudas também foi implantado pelo Governo de Minas. Com extensão de 1,4 km, o boulevard ampliou a capacidade de tráfego com quatro novas faixas em cada sentido, sendo duas delas sobre o Ribeirão Arrudas, coberto com 600 vigas e lajes de concreto.

Com 22,4 km, a Rodovia MG-010 é a principal via de acesso ao Aeroporto Internacional e à área Norte da RMBH. O Governo de Minas duplicou e revitalizou a via entre o viaduto sobre a Avenida Pedro I (Belo Horizonte) e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves. Em todo o seu percurso, foram implantados sete viadutos, uma trincheira e 14 passarelas e travessias de pedestres.

A avenida Cristiano Machado foi a última e mais complexa etapa de obras da Linha Verde. Foram realizadas intervenções em seis pontos, ao longo dos seus 12 km. A primeira obra concluída da Cristiano Machado foi o conjunto de viadutos sobre a rua Jacuí e avenida Silviano Brandão. Foram utilizados 46 pilares, 24 travessas e 180 vigas pré-moldadas. Ao todo, foram consumidos 13 mil metros cúbicos de concreto e mais 1.821 toneladas de aço.

Leia também Transcrição da entrevista do governador Antonio Anastasia durante assinatura de convênios com a Prefeitura de BH

Fonte: Agência Minas