Você está em:
IMPRIMIR

Governo de Minas investe em infraestrutura para estimular o turismo no Sul de Minas

30 de julho de 2010

Construindo e pavimentando estradas, modernizando aeroportos, levando sinal de telefonia celular a 100% dos municípios mineiros, recuperando vias públicas e revitalizando monumentos históricos. Foi desta maneira que o Governo do Estado investiu no Sul de Minas, em especial no Circuito das Águas, para atrair ainda mais turistas para a região.

Dentro da política estadual de apoio ao turismo, as ações e programas adotados nas gestões do ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado, e do governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, buscaram dotar todas as regiões do Estado de infraestrutura necessária para que o acesso dos turistas seja facilitado.

 

Estradas

Desde 2003, foram aplicados R$ 116 milhões em obras de infrasestrutura em 64 municípios do Sul de Minas. Já com o programa Proacesso, que pavimentou acesso a cidades que ainda tinham somente estradas de terra, foram investidos mais de R$ 100 milhões. Na região, o Governo do Estado já pavimentou 14 trechos de 258 quilômetros. Outros nove trechos estão em obras, o que totalizará mais 183 quilômetros de estradas pavimentas.

Outro programa que melhorou a qualidade das estradas estaduais em Minas Gerais foi o Pro-MG. Por meio dele, o Governo do Estado investiu R$ 250 milhões para recuperar e manter em boas condições 1.890 quilômetros de rodovias estaduais no Sul de Minas.          

 

Aeroportos e 100% de telefonia

Nos aeroportos do Sul de Minas, o Governo do Estado investiu R$ 25,4 milhões em parceria com o Governo Federal. Já foram modernizados os aeroportos de Poços de Caldas, Ouro Fino, Guaxupé e Passos. As obras no aeroporto de Lavras estão em andamento.

Outra medida que dotou o Estado e o Sul de Minas de melhor infraestrutura para atender ao turismo foi a criação do programa Minas Comunica. Por meio dele, foi possível levar o sinal de telefonia celular a 412 municípios mineiros que ainda não possuíam essa tecnologia, dotando 100% das cidades mineiras e atendendo 2,5 milhões de pessoas.

 

Circuito das Águas

As atrações turísticas da região também receberam atenção especial do Governo do Estado. O maior investimento aconteceu em Caxambu, com a restauração do Balneário Hidroterápico do Parque das Águas Lizandro Carneiro, reaberto pelo governador Antonio Anastasia, no mês passado. O parque já está recebendo os turistas que visitam a região. A revitalização atendeu a uma demanda da comunidade e foi realizada pela Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemig). O investimento foi de R$ 7,5 milhões.

Construído em 1910, com projeto do arquiteto Alfredo Burnier, o Balneário passou por uma reforma completa e cuidadoso restauro de todo o seu patrimônio arquitetônico, incluindo obras de engenharia, restauração, paisagismo e novo mobiliário.

Durante as obras, foi trocado o sistema de iluminação e foram instaladas novas banheiras e caldeiras, além de um sistema de armazenamento de águas minerais para atender ao balneário. Também foram instalados novos sistemas de segurança e modernas instalações para os funcionários.

Caxambu integra a Associação do Circuito Turístico das Águas, certificada pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais. Localizada num vale da Serra da Mantiqueira, a cidade de Caxambu concentra o maior complexo hidromineral do mundo. São 12 fontes de água mineral de alto poder diurético e desintoxicante, cada uma com um tipo de propriedade química.

 

Lambari

Em outras cidades do Circuito Turístico das Águas também foram desenvolvidas ações importantes. Em Lambari, foi realizada a sinalização turística rodoviária, além de intervenções para urbanização do parque, com preservação de nascentes e fontes, obras de revitalização do entorno da Lagoa Guanabara e construção de quiosques, quadra poliesportiva e pista de cooper.

Lambari é uma das cidades inseridas em um parceria firmada entre o Sebrae-MG e a Secretaria de Estado de Turismo para aumentar a competitividade das empresas turísticas, visando a melhoria da qualidade da oferta de produtos e serviços aos turistas.