Você está em:
IMPRIMIR

Governador Antonio Anastasia lança Projeto Professores da Família

5 de abril de 2011

O governador Antonio Anastasia lançou, nesta terça-feira (05/04), no Palácio Tiradentes, o Projeto Educacional Professores da Família, um dos compromissos do Programa de Governo para melhorar o desempenho escolar dos estudantes do ensino médio em municípios com até 30 mil habitantes e com Índice de Educação Básica (Ideb) abaixo da média nacional. Além de melhorar o rendimento dos alunos em sala de aula, o programa tem o objetivo de reduzir a evasão escolar e aumentar a participação dos pais na educação dos filhos a partir da presença dos Professores da Família nas residências onde for identificada essa necessidade.

 

“A evasão escolar é um problema que temos de combater de maneira muito enérgica. O Professor da Família será fundamental no combate a ela, porque vamos estimular os alunos e, mais do que isso, vamos saber as causas, caso a caso, em cada família, em cada residência, da eventual evasão daquele aluno e evitar que ele abandone a escola. Porque o aluno que abandona a escola, na realidade, é um aluno que está deixando oportunidades para o seu futuro”, disse o governador Anastasia, em entrevista.

 

O Governo do Estado investirá R$ 1,9 milhão no projeto, este ano, para atender 22 escolas estaduais do ensino médio de nove municípios, beneficiando 4,2 mil alunos. A meta é implantar o projeto em mais 36 cidades que fazem parte do programa Travessia, no próximo semestre, chegando a 100 em 2012. No primeiro momento, serão atendidas Presidente Kubitschek, Santo Antônio do Jacinto, Itinga, Ninheira, Mateus Leme, Confins, Arinos, Matutina e Capim Branco.

 

A partir do levantamento da situação de cada aluno, em cada escola estadual, a Secretaria de Educação encaminhará um Professor da Família à casa do estudante que não apresente bom rendimento para identificar as fragilidades existentes, motivá-lo e permitir sua inserção no sistema estadual de ensino.

 

Os 100 primeiros Professores da Família

 

Durante a solenidade, foram apresentados pela secretária de Educação, Ana Lúcia Gazzola, os 100 primeiros Professores da Família, escolhidos por processo público de seleção. A partir das visitas às famílias, os professores desenvolverão plano de ação com metodologia de estudos, acompanhamento escolar e interlocução frequente com a escola sobre as dificuldades e possibilidades dos alunos. O programa também tem o objetivo de estimular os pais dos alunos a retomar ou iniciar os estudos.

 

Para o Professor da Família de Mateus Leme, Adaílson Gonçalves, o projeto será uma oportunidade de resgatar não só os alunos, mas também famílias.

 

“Certamente encontraremos muitas famílias degradadas, envolvidas com drogas que, com nossa capacidade, resgataremos. Levaremos as crianças novamente para a escola, beneficiando não só eles, mas a sociedade como um todo”, disse Gonçalves.

 

QualificaçãoOs professores da família são profissionais com ensino médio ou superior com habilidade em lidar com juventude, conhecimento de informática e mobilização juvenil. Os profissionais terão treinamento inicial com carga horária de 32 horas, acompanhamento diário pela internet e encontros presenciais, mensais, na Escola Travessia, em Belo Horizonte.

 

Além do treinamento específico sobre as ações e atividades a serem desenvolvidas, os Professores da Família também receberão treinamento sobre a concepção de pobreza adotada pelo Programa Oficina de Travessias, e políticas sociais para a Juventude.

 

Minas apresenta melhores resultados

 

O Projeto Professores da Família, ação da Política Estadual de Educação, é mais um passo do Governo de Minas para melhorar a educação no Estado, que nos últimos anos registrou avanços importantes. Minas foi o primeiro Estado do país a trazer crianças aos seis anos para a escola, a partir de 2004.

 

Segundo o MEC, os alunos mineiros matriculados nos anos iniciais do ensino fundamental estão entre aqueles que têm obtido melhor desempenho do Brasil, com Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 5,8. A meta é chegar ao índice 6 até 2021. O Ideb mede a qualidade da educação pública em todo o Brasil.  Minas é também o estado brasileiro que conquistou o maior número de medalhas de ouro nas Olimpíadas Brasileiras de Matemática das Escolas Públicas, realizadas em 2007, 2008, 2009 e 2010 pelos Ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia. Em 2010, os mineiros conquistaram 113 medalhas de ouro, 231 medalhas de prata e 436 medalhas de bronze, totalizando 780 medalhas e liderando mais uma vez os resultados.

 

As avaliações feitas pelo Governo de Minas, em parceria com a Universidade Federal de Juiz de Fora, confirmam o avanço do ensino público no estado.

 

O Proalfa, que mede o nível de leitura e escrita dos estudantes do 3º ano do ensino fundamental, revelou que o percentual de alunos de 8 anos que sabe escrever e ler com fluência subiu para 86,2% em 2010. Em 2009, o percentual era de 72,6%.

 

O Proeb, também aplicado pelo estado para avaliar o desempenho em Matemática e Língua Portuguesa, registra igualmente um salto na qualidade da educação. O grande destaque foi a proficiência dos alunos do 3º ano do ensino médio, com crescimento de 7,4 pontos em Língua Portuguesa e de 6,5 pontos em Matemática. No 9º ano do ensino fundamental, a proficiência cresceu 3,6 pontos em Português e 7,5 em Matemática. Já os alunos do 5º ano do ensino fundamental tiveram crescimento de 3,3 pontos em Língua Portuguesa e de 8,9 em Matemática.

 

Participaram da solenidade de lançamento do Projeto Professores da Família, a secretária da Casa Civil e Relações Institucionais, Maria Coeli; o diretor-presidente do Escritório de Prioridades Estratégicas, Tadeu Barreto; e a presidente do Instituto Travessia, Naira Pereira.

 

Municípios e escolas que fazem parte do programa:

 

Presidente Kubitschek – Escola Estadual Pio XIISanto Antônio do Jacinto – Escola Estadual Clemente da Rocha Bandeira, Escola Estadual de Catajás e Escola Estadual do Povoado de Cristianópolis

 

Itinga – Escola Estadual Comendador Murta e Escola Estadual do Povoado de Taquaral

 

Ninheira – Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio, Escola Estadual de Ninheira e Escola Estadual de Vereda do Paraíso

 

Mateus Leme – Escola Estadual Alvino Alcântara Fernandes, Escola Estadual Domingos Justino Ribeiro, Escola Estadual Elias Salomão e Escola Estadual Manoel Antônio de Sousa

 

Confins – Escola Estadual São José

 

Arinos – Escola Estadual Carmosina Durães Martins, assentamento Chico Mendes Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio; Escola Estadual Garibaldina F. Valadares; Escola Estadual Major Saint Clair F. Valadares e Escola Estadual Professor Benevides

 

Matutina – Escola Estadual Ana Rocha

 

Capim Branco – Escola Estadual Francisco Sales e Escola Estadual Mestre Cornélio

 

Fonte: Agência Minas