Você está em:
IMPRIMIR

Governador Anastasia discute com Dnit soluções para melhorar tráfego na BR-381 e recuperar ponte

26 de abril de 2011

O governador Antonio Anastasia reuniu-se, nesta terça-feira (26/04), com o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) em Minas Gerais, Sebastião Donizete, com o objetivo de discutir soluções para recuperação da ponte sobre o Rio das Velhas, na BR-381, interditada desde a última quarta-feira, e medidas alternativas para reduzir os transtornos para a população. A recuperação da ponte e a obra de duplicação da BR-381 são de responsabilidade do governo federal.

 

Durante a reunião, Antonio Anastasia classificou a situação como a mais grave da história rodoviária de Minas Gerais e reiterou que, mesmo já tendo levado o fato ao conhecimento da presidenta Dilma Rousseff e do ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, continuará acompanhando os desdobramentos da operação de reconstrução da ponte.

 

“Disse e reitero que, na história rodoviária de Minas Gerais, nunca tivemos situação tão grave como esta. Na realidade, estamos cortando o acesso da capital a todo o Leste do Estado e também aos estados da Bahia e do Espírito Santo. É uma área economicamente importante. É de fato, uma situação grave. Falamos isso para a senhora presidenta e levamos isso ao ministro dos Transportes. O governo federal está ciente da gravidade, tanto que autorizou o diretor-regional do DNIT a tomar imediatamente essas providências. O Governo do Estado fará o acompanhamento e vamos continuar cobrando, como é missão constitucional nossa, mas, também, colaborando naquilo que é de nossa competência, da nossa possibilidade, para que sejam minimizadas ao máximo as consequências que, lamentavelmente, são muito ruins, especialmente para as pessoas que moram ao longo dessa região. Temos comerciantes ao longo da rodovia. Temos pessoas que usam ônibus metropolitanos para acessar suas casas. Então, de fato, o desgaste é muito grande e os transtornos são imensos”, afirmou o governador.

 

Menos transtornos à população

 

O governador anunciou que iniciativas paliativas deverão ser tomadas para que a população não seja ainda mais prejudicada até que a ponte definitiva fique pronta. A primeira delas será a instalação de duas pontes provisórias construídas em estrutura metálica para o tráfego de veículos.

 

“O DNIT está estudando a possibilidade, juntamente com técnicos de engenharia do Exército, de instalar uma ponte provisória, que dependerá de estudos técnicos a serem concluídos nos próximos dias. Solicitei ao DNIT e à Polícia Rodoviária Federal que, diante das circunstâncias e das dificuldades, especialmente com o tráfego, seja dada uma prioridade absoluta na sinalização e da orientação aos motoristas, quer de carro de passeio, ônibus ou caminhões, para que haja o mínimo de transtorno possível”, disse o governador.

 

O governador afirmou que o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER-MG) trabalhará em conjunto com o DNIT para melhorar as condições de estradas que podem servir como desvios da BR-381.

 

“O Governo do Estado colocou à disposição a estrutura do DER-MG e, em parceria com o DNIT, vamos reforçar a estrutura viária da malha policiada pela Polícia Rodoviária Estadual, porque as MGs serão utilizadas como rotas alternativas, juntamente com outras BRs, como, por exemplo, a rodovia dos Inconfidentes. Na hipótese de essas pontes metálicas não serem possíveis de serem construídas, vamos ter de desviar o trânsito todo, como já está acontecendo agora, mas, com uma adequação ainda maior, melhorando e reforçando a malha rodoviária dessas MGs estaduais”, disse o governador.

 

Segundo Donizete, a instalação das pontes metálicas depende de estudos que estão sendo finalizados juntamente com o Exército. As pontes atenderão além dos pedestres, a todos os tipos de veículos. “Essas pontes o DNIT já adquiriu, basta acertarmos os detalhes técnicos, devido à largura do rio, mas acreditamos que possamos tê-las prontas para uso em menos de um mês”, disse.

 

Sebastião Donizete confirmou que a ponte definitiva sobre o Rio das Velhas deverá estar pronta em até 180 dias. Para dar agilidade à obra, uma solução emergencial, que agrega aço e concreto na construção, será adotada. De acordo com ele, a ponte deverá ser demolida a partir da próxima quarta-feira, e a expectativa de início das obras é dia 23 de maio.

 

Tráfego alternativo pelas MGs

 

Durante a reunião, o governador anunciou a antecipação das obras de duas estradas estaduais localizadas nas proximidades da BR-381, na região da ponte interditada, para melhorar o tráfego de acesso ao Vale do Aço. As obras estão previstas para serem iniciadas no ano que vem. As obras fazem parte do programa Caminhos de Minas com investimento de R$ 105 milhões.

 

Uma das estradas liga Taquaraçu de Minas a Bom Jesus do Amparo, chamada alternativa Norte de acesso para a BR- 381. A outra, alternativa Sul, liga Caeté a Barão de Cocais. O governador ressaltou que as duas estradas desafogarão o tráfego durante as obras de duplicação da rodovia, previstas para ser iniciadas ainda este ano.

 

“São duas estradas estaduais que estavam previstas no Caminhos de Minas para serem iniciadas no ano que vem, 2012. O Caminhos de Minas é um projeto cujo planejamento está sendo feito este ano e as obras se iniciarão no ano que vem. Mas estamos antecipando essas duas exatamente em razão de toda a complexidade que é a BR-381. Vamos licitar as obras e iniciá-las este ano para ser concluídas talvez no final do ano que vem. Essas estradas não têm relação direta com a ponte, mas é bom deixar claro que essas duas alternativas vão desafogar a BR-381, porque a duplicação da BR-381 será longa, complexa, que vai levar alguns anos. Então vamos ter essas nossas obras estaduais prontas antes disso, permitindo maior segurança. Quando ela ficar pronta, teremos também essas alternativas. Uma liga Barão de Cocais a Caeté, e a outra vai ligar o município de Taquaraçu a Bom Jesus do Amparo”, afirmou o governador.

 

Segundo o superintendente do DNIT, Sebastião Donizete, na próxima semana, será realizada audiência pública para discutir com a população as obras de duplicação da BR-381, nos lotes 7 e 8, entre Belo Horizonte até São Gonçalo do Rio Abaixo. A expectativa do DNIT é que essas obras comecem no segundo semestre deste ano.

 

Participaram da reunião, os secretários de Transportes e Obras Públicas, Carlos Melles, de Gestão Metropolitana, Alexandre Silveira; o diretor-geral do DER-MG, Élcio Monteze; o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Waltair Vasconcelos; além dos prefeitos de Santa Luzia, Gilberto Dorneles, de Sabará, William Borges, de Caeté, Ademir Carvalho, e Alvinópolis, João Batista de Moraes.

 

Fonte: Agência Tucana