Você está em:
IMPRIMIR

Estilistas mineiros criam modelos para apoiar a candidatura de Anastasia

9 de setembro de 2010

As cores vermelho e branco da bandeira de Minas Gerais inspiraram 40 estilistas mineiros que criaram modelos para uma coleção muito especial. O triângulo vermelho e a célebre frase “Libertas quae sera tamen” foram aplicados em golas, debruns e babados ou viraram bordados em acessórios como bolsas e sapatos. Os modelos inusitados foram apresentados no evento “A moda veste a bandeira de Minas”, que aconteceu na noite desta quarta-feira, dia 8, no Centro de Belo Horizonte.


A apresentação não faz parte de uma semana de moda mineira, mas da campanha à reeleição do governador Antonio Anastasia, que reuniu 500 profissionais do mundo das artes, da moda e da gastronomia para apoiar o governador. Além dos estilistas, cantores, compositores, escritores, bailarinos, artistas plásticos, estilistas, atores do teatro e do circo de Minas abraçaram a candidatura de Antonio Anastasia e entregaram o manifesto “Cultura está com Anastasia – Liberdade e Arte”.


O cenário para o evento não poderia ser melhor. O Espaço Cultural 104, um galpão onde, durante muitos anos, funcionou uma loja de tecidos.  Na entrada do galpão, um grande tapete de retalhos das confecções dos estilistas servia de passarela para o público. Nas paredes, projeção de vídeos e clipes da campanha de Antonio Anastasia que conta com a participação de cantores e compositores como Milton Nascimento e Flávio Venturini, Samuel Rosa, Rogério Flausino e Lô Borges. No ambiente, música genuinamente mineira. Para degustar, comidas preparadas por renomados chefs de cozinha de Minas.


O manifesto reuniu importantes nomes da moda e da cultura como os estilistas Renato Loureiro, Sonia Lessa, Ines Ribeiro, Terezinha Santos, Graça Ottoni, Victor Dzenk, Íris Chaves, Mary Figueiredo, Roberto Vascon, Ronaldo Fraga, Regina Matina, entre outros. Também reuniu os cantores Milton Nascimento, Flávio Venturini, Toninho Horta, Rogério Flausino, Samuel Rosa, André Valadão, Celina Borges, Cesar Menotti e Fabiano; o compositor Fernando Brant; os escritores Ângelo Machado, Sílvia Rubião, Bartolomeu Campos de Queiros, Luis Giffoni e Olavo Romano; os artistas plásticos Fernando Pacheco, Yara Tupinambá, Sara Ávila, Marco Túlio Resende; os estilistas Ronaldo Fraga, Reinaldo Loureiro, Graça Otoni, Cláudia Mourão, Terezinha Santos; os arquitetos Gustavo Penna, Jô Vasconcelos, Edwiges Leal; os cineastas Cao Guimarães e Rafael Conde; os atores Carlos Nunes, Amauri Reis, Ílvio Amaral, Maurício Cangussu, Wilma Henriques, Yara Novaes; o dramaturgo Jota D’Angelo e todos os artistas do Grupo Galpão, Grupo Corpo, Giramundo, entre tantos outros.