Você está em:
IMPRIMIR

Cidades mineiras se preparam para receber delegações estrangeiras na Copa 2014

19 de julho de 2010

Minas Gerais avança nos preparativos para sediar os jogos da Copa do Mundo de 2014 e da Copa das Confederações em 2013. As obras do estádio do Mineirão, o principal estádio mineiro, estão rigorosamente dentro do prazo estabelecido pela FIFA. Além disso, cidades de várias regiões de Minas já começam a se estruturar para se candidatarem a receber delegações de seleções internacionais durante as duas competições.

Durante visita a Governador Valadares (Vale do Rio Doce), o governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição pela Coligação Somos Minas Gerais, afirmou que a cidade do Leste mineiro possui uma das melhores condições para ser subsede do mundial. Além de disponibilizar o atual estádio José Mammud Abbas, com capacidade para 5,5 mil pessoas, a prefeitura e a universidade Univale, estudam a construção do Estádio Municipal Universitário, capaz de receber 15 mil torcedores. Antonio Anastasia destacou, no entanto, que a decisão para receber as seleções não caberá ao governo, mas às próprias delegações estrangeiras.

“Várias seleções vão se dirigir para o Brasil, e vamos ter as chamadas subsedes. São cidades próximas à capital que tem de ter aeroporto, rede hoteleira e um bom estádio para ser uma subsede. Acho que Valadares tem todas as condições. Então é uma das cidades que pode competir. Mas a decisão não é nossa. A decisão é das seleções estrangeiras, que vão escolher e optar por onde vão ficar”, disse.

 

Obras do Mineirão

O governo do Estado está cumprindo integralmente o cronograma apresentado à Fifa, visando consolidar Belo Horizonte e Minas Gerais como um dos principais palcos para a realização da principal competição do futebol mundial. A segunda etapa de obras do Mineirão já está em andamento.

O novo Mineirão será um dos mais modernos estádios do país e estará concluído em dezembro de 2012, exatamente dentro do prazo definido pela FIFA para a realização da Copa das Confederações de 2013, evento teste para a Copa do Mundo. O governador Antonio Anastasia ressaltou a importância que o novo Mineirão terá no impulso para o esporte de Minas.

“O Mineirão, a partir de 2013 vai ser um estádio muito bom. Talvez o melhor do Brasil. Isso vai dar um impulso muito grande ao futebol mineiro. Ao próprio Cruzeiro, ao Atlético, ao América, aos times do interior. Então, acho que, como o Mineirão foi feito em 1965, o futebol era um antes de 1965 e um depois. Mesma coisa, agora, com o novo Mineirão”, destacou.

 

Arena do Jacaré

No período em que as atividades no Mineirão estiverem suspensas, os jogos dos grandes times da capital mineira na Copa do Brasil, nos campeonatos Mineiro e Brasileiro e na Libertadores da América, serão realizados na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, localizada a 70 km da capital, e no estádio Independência, em Belo Horizonte.

Os dois estádios também estão sendo reformados e ampliados para oferecer mais conforto e segurança ao torcedor e atender as exigências de realização dos grandes campeonatos. A Arena do Jacaré já vem recebendo jogos de Atlético, América e Cruzeiro pelo Campeonato Brasileiro deste ano. O novo Independência deve ser entregue em outubro. A modernização dos três estádios faz parte do projeto da Copa de 2014.