Você está em:
IMPRIMIR

Biografia

26 de abril de 2011

Eduardo Barbosa é médico pediatra formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pós-graduado em Saúde Pública.
Em 1986, ingressou na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Pará de Minas – MG, como médico voluntário, chegando a assumir a presidência da entidade no período de abril de 1986 a 1994.
Em 1991, fundou e presidiu a Federação das Apaes de Minas Gerais – entidade que congrega mais de 400 filiadas e atende, aproximadamente, 80 mil pessoas com deficiência – sendo reeleito por mais três mandatos.
Em 1994, foi eleito Deputado Federal, indicado e apoiado pelo maior movimento de pessoas com deficiência intelectual e múltipla de Minas Gerais, as Apaes.
Em 1995, como Presidente da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes), promoveu a reformulação institucional das filiadas por meio do Projeto Águia, capacitando as instâncias do movimento em programas de desenvolvimento técnico e gerencial.
Em 1996, assumiu o cargo de Secretário de Estado do Trabalho, Assistência Social, Criança e Adolescente de Minas Gerais, ocasião em que criou o Programa Casa Lar, que abriga pessoas com deficiência, sem referência familiar, oriundas da Febem. Primeira experiência de política pública de desinstitucionalização de pessoas com deficiência no Brasil.
Em 2001, foi vice-presidente da Inclusion Internacional, organismo internacional reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU), que atua na defesa das famílias de pessoas com deficiência intelectual.
Foi reeleito Deputado Federal nos pleitos de 1998, 2002, 2006 e 2010. Atualmente irá cumprir seu quinto mandato. Além das atividades parlamentares, Eduardo Barbosa exerce, pela terceira vez, a presidência da Federação Nacional das Apaes, com mandato até 2011.
É membro do Grupo Parlamentar Interamericano sobre População e Desenvolvimento (GPI), do Parlamento Latino-Americano (Parlatino) e vice-presidente da Assembléia Parlamentar Euro-Latino-Americana (Eurolat). Eduardo Barbosa foi escolhido para representar o Brasil na Eurolat graças a seu perfil conciliador e sua visão ampla acerca das questões sociais do país.
É membro da Comissão de Educação e Cultura; da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados; e da Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização.
Atua ainda como Coordenador Geral da Frente Parlamentar em Defesa da Pessoa com Deficiência; membro da Frente Parlamentar em Defesa da Assistência Social; da Frente em Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente; da Frente Parlamentar da Saúde e da Frente Parlamentar de Políticas Públicas para o Idoso; entre outras.