Você está em:
IMPRIMIR

Antonio Anastasia e Ricardo Teixeira vistoriam obras de modernização do Mineirão

28 de julho de 2010

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição, e o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, vistoriaram juntos hoje as obras de modernização do Mineirão para a Copa do Mundo de 2014. As obras do Mineirão são as mais adiantadas entre todos os outros estádios que sediarão jogos do mundial no Brasil. O ex-governador Aécio Neves e o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, participaram da visita ao Mineirão, nesta quarta-feira, dia 28. As obras foram iniciadas, em janeiro, pelo então governador Aécio Neves e estão previstas para serem concluídas em dezembro de 2012, dentro do cronograma previsto pela Fifa.

Ricardo Teixeira afirmou que o cronograma das obras em dia classifica o Mineirão entre os estádios com melhores condições para receber a abertura da Copa.

“Estou muito feliz por saber que Belo Horizonte, inegavelmente, é a sede que tem o estádio que está mais avançado não só no projeto, como em relação à obra. De forma que a expectativa é exatamente essa, que a participação do Mineirão seja bastante importante no contexto da Copa do Mundo de 2014”, afirmou o presidente da CBF.

Ricardo Teixeira ressaltou o empenho do governador Antonio Anastasia em garantir o andamento dos trabalhos de acordo com o previsto, e o rigor no cumprimento das exigências da Fifa.

“Queria agradecer ao governador Anastasia, porque efetivamente, desde o início, foi quem comandou este processo na parte administrativa com relação à sede de Minas Gerais. Sempre atendeu muito bem, a nós da Fifa, da CBF e do Comitê Organizador. Quero parabenizá-lo porque efetivamente demonstra a sua capacidade de gestão. Parabéns e boa sorte!”, disse Ricardo Teixeira.

O Mineirão já está na segunda fase de obras. Operários e máquinas estão dentro do estádio demolindo parte das arquibancadas inferiores e da geral. Nesta quarta-feira, foi iniciada a retirada do gramado que tem área de 8,25 mil metros quadrados. Em seguida, será iniciado o rebaixamento do campo do Mineirão em 3,5 metros para melhorar a visibilidade dos torcedores. Com capacidade para 65 mil pessoas, o Mineirão é o segundo maior estádio do país.

 

Cronograma em dia

O governador Antonio Anastasia ressaltou a importância da visita do presidente da CBF a Minas Gerais para confirmar o esforço do Governo do Estado em garantir o cumprimento do cronograma de obras de modernização do Mineirão. Segundo o governador, ainda este ano será iniciada a terceira e maior etapa da obra do estádio realizada em parceria com a iniciativa privada. Nesta fase, estão previstos investimentos de cerca de R$ 650 milhões. A obra de modernização do Mineirão será finalizada em dezembro de 2012, com ampliação da capacidade para 70 mil torcedores.

“Estamos dando continuidade às obras do Mineirão, tão importantes para Belo Horizonte e Minas, com o objetivo de mostrar que estamos dentro do cronograma. É o grande esforço que Estado e prefeitura têm feito para mostrar que Belo Horizonte quer ser não mais uma sede, mas de fato a melhor sede da Copa do Mundo de 2014 no Brasil, pleiteando naturalmente os grandes jogos. Esta segunda etapa, do rebaixamento do gramado ficará concluída até o final do ano, até novembro, e a partir de então o estádio começará sua grande obra. Em agosto, teremos a entrega da licitação da terceira etapa. Então, está tudo dentro do cronograma e eu espero que o acompanhamento feito pela CBF e pela Fifa seja sempre permanente até para mostrarmos o que estamos fazendo” , afirmou Antonio Anastasia.

 

Mineiros querem abertura em BH

Durante a vistoria às obras do Mineirão, Antonio Anastasia e Ricardo Teixeira, ao lado de Aécio Neves e Márcio Lacerda, assistiram à apresentação do arquiteto responsável pela obra, Gustavo Penna, sobre o andamento dos trabalhos e acompanharam a movimentação dos operários. Ricardo Teixeira também recebeu documento com 64 mil assinaturas do coordenador do Movimento Abre a Copa Mineirão, Wadson Ribeiro, com apoio de todos os clubes mineiros e da população para realização da abertura da Copa do Mundo em Belo Horizonte.

O ex-governador Aécio Neves destacou as ações do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte para dotar a capital mineira de infraestrutura adequada para sediar a abertura da Copa do Mundo.

“Na parte viária, desde o início do governo, fizemos a Linha Verde, a Antônio Carlos e, agora, o viaduto da Abrahão Caram, que é mais um acesso fácil ao Mineirão. Em relação à rede hoteleira, o prefeito Marcio Lacerda tem nos adiantado que inúmeros processos estão em andamento. Poderemos ter em torno de 4 a 5 mil novos leitos disponibilizados até a Copa do Mundo. A localização de Belo Horizonte é única. Ao lado dos principais grandes centros do Brasil, a locomoção dos torcedores que estarão no Brasil, a maioria deles é muito facilitada”, afirmou Aécio Neves.

Aécio Neves creditou a Antonio Anastasia e sua equipe de governo, o mérito do cumprimento do cronograma de obras do Mineirão.

“A competência do governador Anastasia, enquanto vice-governador, na coordenação do projeto, como disse o presidente Ricardo Teixeira, foi fundamental. Queremos sim, eu digo com todas as letras, fazer aqui a abertura da Copa do Mundo”, disse Aécio Neves.

 

Mais investimentos para aeroporto

Durante a vistoria ao Mineirão, Aécio Neves cobrou investimentos do governo federal nas obras de ampliação do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, fundamental para aumentar a capacidade de recepção dos turistas e torcedores em Minas.

“Temos agora que aguardar que o governo federal faça as obras no aeroporto, que me parece o grande gargalo. Estamos buscando isso há muito tempo, não há ainda garantia dos investimentos nem para o terminal 1 e precisamos do terminal 2 para chegarmos na Copa do Mundo com capacidade para receber aqui cerca de 14 milhões de passageiros/ano”, afirmou.

 

Ouça
Entrevista do governador Antonio Anastasia
Entrevista do ex-governador Aécio Neves
Entrevista do presidente da CBF, Ricardo Teixeira

 

Leia também
Transcrição da entrevista do governador Antonio Anastasia
Transcrição da entrevista do ex-governador Aécio Neves

Transcrição da entrevista do presidente da CBF, Ricardo Teixeira