Você está em:
IMPRIMIR

Antonio Anastasia é o 1º em Minas Gerais a responder ao Censo 2010

2 de agosto de 2010

O governador Antonio Anastasia foi o primeiro cidadão em Minas Gerais a responder o Censo 2010.  Ele recebeu hoje, às 8 horas, a pesquisadora do IBGE, Vilma Santos Cruz, no Palácio das Mangabeiras, residência oficial do governador. A partir desta semana, 19 mil recenseadores do IBGE visitarão 6 milhões de casas nos 853 municípios.  O governador Antonio Anastasia convocou a todos os mineiros a participar do Censo 2010. Ele destacou que responder corretamente à pesquisa é importante para que o Estado conheça a realidade de cada família. São essas informações que são utilizadas no planejamento e na execução de políticas sociais.

“O Censo é importantíssimo para todos nós. É fundamental não só para o governo, mas para a sociedade conhecer uma fotografia do Brasil. O questionário é muito simples. Respondi com muita rapidez. Queria fazer um apelo para todas as pessoas receberem bem os recenseadores, que estão uniformizados e bem treinados. Responder o Censo é importante para o futuro do Brasil e, naturalmente, de Minas Gerais”, disse em entrevista após responder as perguntas do IBGE, nesta segunda-feira, dia 2.

O Censo faz um levantamento de todas as características das famílias, como nível de renda, escolaridade, relações de parentesco, cor e raça e religião, além do número de habitantes de cada cidade, entre outros. Os recenseadores podem aplicar dois tipos de questionário. Todos os entrevistados respondem a um questionário básico que dura em média dez minutos para responder 38 questões. Alguns domicílios serão escolhidos de forma aleatória para responder a um questionário mais completo, com 109 perguntas e um tempo médio estimado de 30 minutos para resposta. A entrevista do Censo é registrada em um computador portátil e os dados são criptografados para garantir o sigilo das informações.
 

Planejamento de políticas sociais

O governador Antonio Anastasia afirmou que as informações do IBGE são fundamentais ao planejamento das políticas sociais em todo o país. Segundo ele, os dados do IBGE foram importantes para que o Governo de Minas identificasse os problemas de cada região do Estado e planejasse as ações que mudaram a realidade social de Minas.

“Nosso governo é um governo com base em planejamento. Tudo que fizemos a partir de 2003, no início do primeiro mandato do governador Aécio Neves, teve por base as informações do IBGE e da Fundação João Pinheiro. Tivemos um plano de desenvolvimento integrado cujo fundamento é exatamente melhorar o IDH, que é o Índice de Desenvolvimento Humano, com base nas informações que o IBGE levanta. Qualquer governo, só terá êxito e sucesso se ele tiver planejamento. Para ter planejamento, precisamos de informações confiáveis. E a informação confiável, ela vem do Censo”, explicou o governador.
 

Resultados

A pesquisa do Censo 2010 será realizada em três meses. A partir de dezembro, dados preliminares serão divulgados, com o número de habitantes por município, quantos vivem nas áreas urbana e rural. Já os dados oficiais serão conhecidos pela população a partir de março de 2011.

A recenseadora do IBGE Vilma Santos Cruz, que entrevistou o governador Antonio Anastasia, informou que os pesquisadores não deixarão nenhuma casa sem ser visitada. “O recenseador está preparado para ir a essa residência, seja de manhã, à noite, nos finais de semana. Nós vamos estar à disposição para as pessoas irem respondendo”, explicou.

O Censo também pode ser respondido pela internet. Neste caso, o pesquisador precisa entregar pessoalmente, na casa do cidadão, um envelope com uma senha para que o entrevistado tenha acesso ao site do questionário. O questionário do Censo atende a recomendações internacionais e trará perguntas capazes de verificar as transformações sociais desde a realização do Censo 2000.