Você está em:
IMPRIMIR

Anastasia quer criar 400 mil vagas no Programa de Ensino Profissionalizante

14 de julho de 2010

O governador Antonio Anastasia, candidato à reeleição pela coligação Somos Minas Gerais, e o ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado, foram ovacionados por uma multidão durante caminhada pelo centro de Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, nesta quarta-feira, dia 14. Durante o ato, marcado por foguetório e banda de percussionistas, o governador Antonio Anastasia afirmou que, se eleito, uma de suas metas será chegar a 400 mil vagas para os jovens mineiros dentro do Programa Educação Profissionalizante (PEP).

Desenvolvido pelo Governo do Estado, o PEP já beneficia 130 mil estudantes em 380 municípios de todas as regiões do Estado. São 60 diferentes cursos para jovens que já se formaram no ensino médio e buscam se profissionalizar e alunos matriculados nas escolas estaduais.

“No âmbito do PEP, já temos 100 mil alunos fazendo cursos técnicos. Vamos tentar multiplicar isso pelo menos por quatro. Fazer um grande esforço para termos mais 400 mil ao longo de quatro anos. Compramos vagas no sistema S (Senac e Senai), das fundações e escolas municipais. Fizemos também, no início do ano, uma boa parceria com o Governo Federal para construção de 12 escolas técnicas”, disse o governador Antonio Anastasia, que também estava acompanhado do candidato a vice, deputado Alberto Pinto Coelho.

 

Mercado de trabalho

O candidato à reeleição ressaltou que o ensino profissionalizante também é importante para atrair novas empresas para o Estado, pois os alunos sairão das salas de aula capacitados para o mercado de trabalho.        

“Acredito que o ensino técnico, cada vez mais, tende a se consolidar como uma grande alternativa de educação, geração de empregos. Dentro do nosso plano, que será um plano muito interessante, de desenvolvimento regional focado nas vocações de cada região, ao lado das chamadas empresas âncoras que vamos atrair, vamos ter um ensino técnico específico para ter a mão-de-obra qualificada para essas empresas”, afirmou Antonio Anastasia.

 

Campanha nas ruas

Os moradores de Ibirité que participaram da caminhada exibiram várias faixas ressaltando os investimentos do Governo do Estado na cidade. Eles também acompanharam os candidatos que tomaram café na padaria Irmãos Rezende.

Lojistas e pedestres fizeram questão de agradecer ao governador Antonio Anastasia e ao ex-governador Aécio Neves com abraços e frases de incentivo. A aposentada Maria da Penha Drummond quis mais: deu um beijo nos dois candidatos. “Votar no governador Antonio Anastasia é continuar as coisas boas de Aécio Neves”, avaliou.

 

Competência para governar

O ex-governador Aécio Neves ressaltou que os bons resultados alcançados pelos indicadores sociais em Minas se deve muito ao trabalho de Antonio Anastasia, que foi seu secretário de Defesa Social, secretário de Planejamento e Gestão e vice-governador. Para ele, a competência do governador o credencia à reeleição.

“Estou em estado de graça. Porque poder, depois de oito anos, andar por onde temos andado, recebendo esse carinho, esse reconhecimento das pessoas, é o máximo que qualquer homem público possa buscar a ter. E aí nossa responsabilidade para a continuidade desses avanços é ainda maior. Eu tenho cada vez mais confiança na vitória de Anastasia, porque ele é a vitória dos avanços em Minas Gerais ”, disse Aécio Neves.

 

Mais saúde e segurança

Vários moradores fizeram questão de agradecer ao governador Antonio Anastasia os investimentos do Estado em Ibirité, como a autorização, em maio, para que o Tesouro Estadual repasse R$ 10 milhões ao Hospital Municipal. Segundo o prefeito de Ibirité, Laércio Marinho Dias (DEM), a primeira das quatro parcelas já foi liberada.

“O recurso será investido na compra de equipamentos e de materiais permanentes para o serviço de imaginologia, laboratório de análise clínicas, anatomia, patologia , entre outros”, destacou o prefeito.

A segurança pública foi um dos setores que mais melhoraram na cidade, segundo enfatiza o comerciante Antônio Luiz Paulista, dono de uma biscoitaria na avenida Durval de Barros. “O bairro é bem policiado. Há sempre viaturas aqui. A gente se sente seguro”, disse.

Desde 2003, o Governo de Minas investiu R$ 11,8 milhões no sistema de defesa social da cidade. Boa parte deste recurso foi usado na compra de 99 viaturas da Polícia Militar. O aumento da segurança pública na cidade reduziu o índice de crimes violentos (ICV) no município em 81,8% em sete anos. Em 2003, por exemplo, o ICV era de 8,66 para cada grupo de mil habitantes. Em 2009, abaixou para 1,57.


Leia também

Transcrição da entrevista do ex-governador Aécio Neves
Transcrição da entrevista do governador Antonio Anastasia

Ouça
 Entrevista do governador Antonio Anastasia

 

Veja
 Entrevista de Antonio Anastasia e Aécio Neves

 

Confira
Galeria de Fotos