Você está em:
IMPRIMIR

Anastasia afirma candidatura de fidelidade aos interesses de MG

17 de setembro de 2010

O governador Antonio Anastasia aproveitou o segundo debate da TV Band Minas, na noite desta quinta-feira, dia 16, para debater ideias e apresentar as suas propostas para os próximos quatro anos. Ele voltou a defender a autonomia dos mineiros para decidirem o futuro do Governo do Estado. Anastasia ressaltou que o seu compromisso, como governador e candidato à reeleição, é com Minas Gerais e com os mineiros.

“A minha candidatura nasceu aqui, em Minas, de Minas, para Minas. Nós mineiros decidiremos o nosso futuro de maneira sempre soberana, com muita liberdade, com muita altivez e com orgulho de sermos mineiros. E assim, eu quero continuar trabalhando, trabalhando junto com vocês para avançar. E quero reafirmar que só tenho um único compromisso e uma única fidelidade: a Minas e aos mineiros. Por isso eu peço o seu voto”, disse Antonio Anastasia.

O governador destacou que a soberania e o espírito de liberdade fazem parte da história de Minas Gerais e da formação cultural dos mineiros. Segundo ele, esse sentimento será expressado nas urnas no dia 3 de outubro.

“Minas Gerais tem uma grande trajetória na história política brasileira. Minas, por si mesma, tem uma posição de afirmação, de autonomia e mesmo de soberania dentro da história brasileira. Nós mineiros somos muito orgulhosos da nossa trajetória, da nossa história, da nossa cultura e da nossa política. Então, na realidade, nós mineiros é que vamos, com total autonomia, e com soberania do nosso voto, no próximo dia 3 de outubro, decidir as eleições”, ressaltou.

 

Relacionamento com o governo federal

Questionado sobre a possibilidade de retaliação entre o governo federal e os estados governador por partidos de oposição, Anastasia disse não acreditar que qualquer que seja o próximo presidente da República, ele seja capaz de ir contra as parcerias em prol de Minas Gerais e dos demais estados da Federação.

“Nós não podemos imaginar que eleito um presidente de um partido ou de outro, não podemos sequer cogitar que haverá algum tipo de retaliação em relação aos governos do Estado. Até porque, nós observamos que nos últimos anos, aqui em Minas Gerais, uma convivência muito harmônica entre o governo federal do presidente Lula, de um partido, e o governador Aécio Neves e agora o meu governo, de outro partido. Relacionamento tão bom que Minas Gerais foi o estado que mais avançou em todos os indicadores, sociais e econômicos, em relação a outros estados, governados até por aliados do presidente Lula”, destacou.

Anastasia ressaltou ainda que é importante que todos os candidatos ao Governo de Minas tenham a consciência da autonomia dos estados. “Dentro desse quadro é que se vive a verdadeira democracia, para a escolha dos mineiros, cada um de acordo com a sua vontade e a sua consciência”, completou.

Avanços acima da média nacional

Para o governador, os próprios mineiros são testemunhas do quanto Minas Gerais avançou durante os governos de Aécio/Anastasia, crescendo seus indicadores sociais e econômicos acima da média nacional. Ele também agradeceu o crescente apoio que vem recebendo, juntamente com Aécio Neves e Itamar Franco, candidatos ao Senado pela Coligação “Somos Minas Gerais”.

“Queria primeiro agradecer a todos que nos acompanham até agora e dizer da nossa satisfação e alegria com a adesão que estamos recebendo. Fizemos muito ao longo desses últimos anos aqui em Minas. Juntamente com Aécio Neves, nós mudamos a realidade. E eu peço a você para testemunhar o que foi feito. Seja você a testemunha. O que fizemos de obras, melhoria da educação e da saúde. Tenho certeza que você será a testemunha principal”, disse Anastasia, se dirigindo aos eleitores mineiros.

O governador destacou que os avanços dos últimos anos foram conquistados graças ao modelo de gestão implantado no Governo do Estado. Nos governos Aécio/Anastasia, todas as ações e programas tiveram metas a serem cumpridas, com o foco na excelência na prestação de serviços aos mineiros.

“Por que Minas avançou mais que os outros estados? Porque tivemos eficiência, responsabilidade, ousadia, coragem e criatividade para gerar mais emprego em Minas. Conseguimos agora, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, o índice de pleno emprego. E isso não aconteceu no Rio de Janeiro, em Salvador, em Recife, em outros estados. Conseguimos mostrar mais competência em Minas Gerais não só graças ao governo, mas aos empresários e aos trabalhadores mineiros, todos juntos, numa parceria que está dando certo e que vamos continuar”, disse.

 

Geração de empregos

Durante o debate, Anastasia também teve a oportunidade de apresentar alguns dos 365 compromissos que assumiu com os mineiros em seu Plano de Governo, lançado na última semana. Segundo ele, a geração de empregos será a base para os indicadores sociais de Minas Gerais continuem avançando.

“Temos uma proposta muito inovadora. A nossa obsessão maior, o nosso maior empenho, a nossa maior vontade será na geração de empregos. O compromisso primeiro, como base da nossa política pública social e econômica, será a geração de empregos e para isso nós vamos criar, cada vez mais, um ambiente favorável a atrair novos empreendimentos e investimentos para Minas. Vamos concentrar nossos esforços na geração de empregos, com repercussão em todas as políticas públicas”, destacou.

Anastasia disse que uma das propostas será estimular a atração de empresas para todas as regiões do Estado e criar incentivos para que elas trabalhem com as vocações de cada uma das economias locais.

“Sou o primeiro a concordar na necessidade de agregarmos mais valor aos nossos produtos. Por isso, colocamos no nosso Plano de Governo a proposta de criar as zonas de desenvolvimento regional, exatamente com esse objetivo: identificar vocações, oferecer estímulos tributários e creditícios para atrair empresas âncora que vão não só agregar valor aos nossos produtos, diversificar a nossa economia e gerar empregos”, explicou.

 

Segurança e dependentes químicos

Anastasia ainda falou de suas propostas para a área de segurança, com o aumento do efetivo das forças policiais e programas específicos para evitar a criminalidade nas regiões de divisa com outros estados e nas zonas rurais. O governador também anunciou a criação de um centro público de atenção aos dependentes químicos.

“Parcerias são feitas pelo Governo de Minas, por meio da Subsecretaria Antidrogas, em um modelo que funciona muito bem. E aproveitando para dizer que estamos preparando o primeiro Centro Público para os dependentes químicos, no Triângulo, no município de Veríssimo, em parceria com a prefeitura municipal. Investindo, portanto, em prevenção e, ao mesmo tempo, no tratamento dos dependentes”, destacou o governador.

Cultura

Ele também apresentou suas propostas para a área cultural e de proteção ao patrimônio histórico e cultural de Minas Gerais. Segundo ele, todas as ações pontuais da cultura serão pautadas pelo objetivo principal de ampliar os incentivos e apoios governamentais no interior do Estado.

“O nosso grande esforço será pela descentralização da atividade cultural, levando a atividade cultural mais próxima do interior, através dos circuitos culturais, através da criação de museus, do apoio às bandas de música, dos festivais de música do Fundo Estadual de Cultura Permitindo que a cultura fique mais próxima das pessoas”, finalizou Anastasia.

 

Confira a participação de Antonio Anastasia no debate da Band com os candidatos ao governo de Minas. O debate, realizado na noite desta quinta-feira, dia 16,  foi o segundo promovido pela emissora.


1º bloco: Anastasia fala de segurança pública


2º bloco: Anastasia fala sobre a soberania dos mineiros nas eleições


3º bloco: Anastasia fala de seu Programa de Governo


4º bloco: Anastasia e o compromisso com a verdade

Leia
Transcrição da entrevista do governador Antonio Anastasia – Chegada ao debate da Band

Ouça
Entrevista do governador Antonio Anastasia – Chegada ao debate da Band

Assista
Antonio Anastasia participa do debate entre candidatos na Band Minas