Você está em:
IMPRIMIR

Aécio Neves diz que vai combater declarações falsas sobre Governo de Minas

3 de agosto de 2010

O ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado, afirmou que responderá, pessoalmente, a todas as falsas acusações feitas contra o Governo de Minas durante a campanha eleitoral. Em Montes Claros (Norte de Minas), onde participou de um grande encontro com lideranças de toda região, Aécio Neves disse que não mais permitirá que as inverdades sejam ditas com o objetivo de desviar a atenção dos eleitores do debate verdadeiro e necessário à escolha do futuro governador do Estado.

“Faço esse alerta, porque daqui por diante qualquer inverdade, qualquer acusação em relação ao governo nesses últimos anos será respondida diretamente por mim. Se nós queremos em Minas uma campanha onde o debate das ideias prevaleça, é necessário que todos os candidatos, em especial o nosso adversário, comecem a falar de dados concretos, de propostas consistentes. Esses factóides políticos não serão mais tolerados”, afirmou o governador em entrevista à imprensa.

 

Futuro de Minas

Ao lado do atual governador de Minas, Antonio Anastasia, e do ex-governador e ex-presidente Itamar Franco, Aécio Neves disse que espera que o debate eleitoral seja pautado pelo compromisso com a verdade em benefício dos eleitores, que dentro de 60 dias decidirão nas urnas o futuro de Minas.

“São as sucessivas inverdades que nós assistimos a todos os dia. Os mineiros se orgulham muito do que foi feito ao longo desses últimos anos. Não há sentido alguém chegar em Minas, ausente de Minas nos últimos oito anos,  tentando descobrir um estado que não existe. O que ocorreu em Minas Gerais orgulha a todos os mineiros, de todos os partidos, inclusive do PMDB e do PT. Não vamos permitir que o calor da campanha eleitoral coloque dúvidas em relação àquilo que foi feito em Minas Gerais. Nós vamos continuar fazendo porque eu tenho certeza que o Anastasia, por mais quatro anos, será o governador de Minas Gerais”, disse Aécio Neves.

Pesquisas realizadas em julho pelos institutos Datafolha e Ibope atestam que a maioria dos eleitores mineiros aprovam o atual governo. Segundo o Ibope, 76% dos entrevistados aprovam o governo Antonio Anastasia.  52% consideram o governo como ótimo e bom, e 24% como regular. O Datafolha mostrou que Antonio Anastasia é o segundo governador mais bem avaliado do país entre os que assumiram o cargo no dia 31 de março.

 

Reformas política e tributária

Também em Montes Claros, o ex-governador reiterou a necessidade de uma ampla reforma no Congresso Nacional, com o objetivo de aprovar reformas que permanecem engavetadas há anos sem definição dos parlamentares e do governo federal. Aécio Neves destacou a reforma política como a prioritária para o país.

“Temos um conjunto de reformas que estão estacionadas, engavetadas no Congresso há muitos anos. O meu papel, ao lado de outros senadores eleitos, em especial do senador Itamar Franco, é iniciar uma discussão ampla em relação à reforma política. Ela facilitará o caminho para que possamos discutir a reforma tributária, que passa pela diminuição da carga. Pela repactuação da federal com estados e municípios. Essa tem sido a minha discussão. A minha grande bandeira ao longo de todos esses anos, onde estados e municípios recuperem a sua capacidade de investimento”, afirmou.

Aécio Neves disse ainda que, eleito senador, defenderá que a melhor distribuição de recursos e responsabilidades entre União, estados e municípios esteja no centro das discussões do país.  

“A refundação da federação vai estar no cerne, vai estar no núcleo dessas nossas discussões para que cheguemos à questão previdenciária e à própria e profunda reforma do Estado Brasileiro”, disse o ex-governador, deputado federal por 16 anos e presidente da Câmara dos Deputados em 2001 e 2002.