Você está em:
IMPRIMIR

“Estão todos indignados com a atitude do Hélio Costa”, diz estudante censurado

24 de agosto de 2010

O presidente da Juventude do PSDB de Belo Horizonte, Gabriel Sousa Marques Azevedo, afirmou que as tentativas de censura a blogs e conteúdo político na internet e o pedido de sua prisão feito pelo candidato da chapa PMDB/PT, Hélio Costa, configuram tentativas de intimidação por parte do ex-ministro e uma afronta à liberdade de expressão. Estudante de Direito e Jornalismo, blogueiro e autor do blog Amigos do Anastasia, Gabriel Azevedo ficou indignado com o pedido de sua prisão feito por Hélio Costa, no dia 19/08, em razão de ele ter publicado em seu Twitter um link para vídeo que mostra panfleto da Central Única dos Trabalhadores (CUT), onde Hélio Costa e o ex-presidente Fernando Collor de Mello aparecem juntos. O panfleto foi distribuído pela CUT em Minas nas eleições de 1990.

“Queria deixar claro que isso fica entendido como uma tentativa de intimidação. É isso que o candidato quis fazer. Incomodado com o discurso, com o passado que ele detém, ele tenta inutilmente, através da Justiça, me intimidar. E isso não vai acontecer, porque não vou me calar e vou continuar me expressando livremente como um estado democrático de direito permite”, disse Gabriel Azevedo.


Na tarde desta segunda-feira, dia 23, o presidente estadual do PSDB, deputado Narcio Rodrigues, o ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Minas Gerais e ex-deputado federal, Tilden Santiago, o presidente estadual da Juventude do PSDB, Adriano Faria, e o próprio Gabriel Azevedo divulgaram um Manifesto de Repúdio à Censura, em resposta aos atos do ex-ministro Hélio Costa.
 

Ataque à liberdade

Gabriel Azevedo afirmou que todos ficaram impressionados com as atitudes do candidato Hélio Costa. O jovem estudante de Jornalismo lamentou a atitude do ex-ministro das Comunicações e jornalista por profissão tenha usado de censura na internet.

“Estão todos impressionados e indignados com a atitude do Hélio Costa. Primeiro, porque ele é um jornalista e um ex-ministro das Comunicações. E isso demonstra um total desconhecimento de como funciona a internet. Segundo, porque é um candidato ao Governo do Estado de Minas Gerais. Eu não sei se ele estava presente quando o Tancredo falou que o nosso primeiro compromisso é com a liberdade, porque sua atitude demonstra visivelmente que ele desconhece a liberdade e a capacidade de expressão que a rede nos proporciona”, disse o estudante.

Passado dos candidatos

Tilden Santiago, que também foi diretor da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), lamentou que o jornalista e ex-ministro Hélio Costa não tenha utilizado a internet para prestar aos eleitores os esclarecimentos referentes ao seu passado político. O candidato optou por uma ação judicial contra a divulgação do vídeo no YouTube.

“É lamentável esse fato. O ministro não precisava colocar na sua biografia esse título de censor da internet, sobretudo ele que como ministro das Comunicações tanto insiste na importância e na ampliação do uso da internet”, disse Tilden. E completou: “Acho muito estranho que ele não tenha utilizado os meios de comunicação, com a facilidade que ele chega, para explicar porque andava com Collor, porque representava Collor e PC Farias em Minas Gerais naquela época”.
 

Histórico de censura

No dia 03/07, Hélio Costa entrou no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com uma ação contra o site de exibição de vídeos YouTube, pedindo a retirada do ar de uma animação onde ele aparecia pilotando uma nave espacial. A ação pedia ainda aplicação de multa contra o estudante por ter veiculado a animação no seu blog. O TRE suspendeu o vídeo no YouTube, mas julgou improcedente o pagamento da multa calculado em até R$ 100 mil.

No dia 17/08, o Blog do Noblat, do jornalista Ricardo Noblat, postou o vídeo do YouTube onde Hélio Costa e Fernando Collor apareciam juntos. Na época, o ex-ministro era candidato ao Governo de Minas e a CUT lembrava do apoio de Hélio Costa a Fernando Collor nas eleições presidenciais de 1989.

Gabriel Azevedo, então, publicou em seu blog um link para que as pessoas pudessem acessar o vídeo no site do jornalista. Novamente, Hélio Costa conseguiu a retirada do vídeo do YouTube por uma liminar judicial, mas não o fez contra o blog do jornalista, que ainda mantém o vídeo publicado.

Em seguida, o ex-ministro solicitou à Justiça que o estudante Gabriel Azevedo fosse preso por novamente indicar em seu twitter um link para o blog do Noblat. Após a denúncia de tentativa de censura feita durante a coletiva, o candidato Hélio Costa afirmou, em nota, ter pedido a retirada da prisão do estudante.


Confira
PSDB divulga manifesto de repúdio à censura de Hélio Costa e a pedido de prisão de blogueiro

 

Assista
Entrevista do estudante e blogueiro Gabriel Azevedo, presidente da Juventude do PSDB de BH
Presidente do PSDB – MG, deputado Narcio Rodrigues, condena censura praticada por Hélio Costa

Ouça
Entrevista do presidente estadual do PSDB, deputado Narcio Rodrigues

Leia também
Transcrição da entrevista do deputado Narcio Rodrigues
Pedido dos advogados de Hélio Costa solicitando a prisão do estudante e blogueiro Gabriel Azevedo – PDF 1
Pedido dos advogados de Hélio Costa solicitando a prisão do estudante e blogueiro Gabriel Azevedo – PDF 2
Pedido dos advogados de Hélio Costa solicitando a prisão do estudante e blogueiro Gabriel Azevedo – PDF 3