Você está em:
IMPRIMIR

Presidente Dilma perdeu sua credibilidade de forma definitiva, diz senador Aécio Neves

5 de abril de 2016

A presidente da República, ao abrir esse balcão de negócios, está se preparando para deixar o governo pela porta dos fundos”, afirmou o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, em entrevista coletiva nesta terça-feira (05/04), ao condenar a distribuição de cargos nos ministérios em troca de votos contra o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Aécio considerou que a defesa da presidente feita ontem, pelo Advogado-geral da União José Eduardo Cardozo, não respondeu sobre o crime de responsabilidade cometido no pagamento de despesas do governo com recursos dos bancos públicos, e lembrou que ele próprio, na campanha eleitoral, cobrou respostas da presidente sobre o uso indevido dos bancos.

“Ontem, na Comissão do Impeachment, o chefe da AGU, ministro José Eduardo Cardoso, disse que não houve dolo, não houve intenção da presidente da República. O que quis dizer o ministro José Eduardo Cardoso? Que a presidente da República é incapaz de saber de saber a extensão dos seus atos. Eu, próprio, em um dos debates eleitorais, disse à presidente da República das pedaladas. Que ela estava utilizando os bancos públicos para pagamento de obrigações do Tesouro. Ela virou de costas. Ela sabia o que estava acontecendo”, afirmou Aécio.