Você está em:
IMPRIMIR

Curso em Poços de Caldas reúne pré-candidatos de 38 municípios do Sul de Minas

21 de maio de 2012

Cerca de 150 pré-candidatos do Sul de Minas assistiram palestras e discutiram legislação eleitoral e marketing político. Fotos: Marco Antonio Silva

Cerca de 150 pré-candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador de 38 municípios do Sul de Minas participaram, neste sábado (19/05), do Curso de Formação Política, promovido pelo PSDB-MG e o Instituto Teotônio Vilela (ITV-MG). Este foi o quinto curso realizado pelo partido para levar mais conhecimento aos pré-candidatos tucanos em todo o Estado, com palestras sobre gestão pública, legislação eleitoral, marketing político, Lei da Ficha Limpa.

O secretário-geral do PSDB mineiro, Carlos Mosconi, fez abertura do encontro e destacou a importância da participação dos pré-candidatos no encontro. O parlamentar, presidente da Comissão da Saúde da Assembleia Legislativa, falou sobre a prática da boa política e da necessidade de o gestor público produzir ações eficientes para o atendimento à população.

O deputado, Carlos Mosconi, secretário-geral do PSDB em Minas Gerais, abriu encontro do ITV em Poços de Caldas

O secretário de Comunicação do Juventude Nacional do PSDB, Gabriel Azevedo, conversou com os pré-candidatos e deu dicas sobre marketing político. Ainda no evento, o presidente do PSDB-Jovem do Estado, Caio Nárcio, abordou o tema “Juventude e Eleições”. Sílvia Napoleão falou sobre “Gestão de Campanha Eleitoral” e Ércules Matos e Silva e Evelini Souza e Silva debateram “Legislação Eleitoral” e “Lei da Ficha Limpa”.Carlos Mosconi defendeu o financiamento público de campanha, como forma de conter a corrupção no país, que segundo ele, atingiu níveis nunca antes vistos na história do país.

Durante o evento foram apresentadas também mensagens do governador, Antônio Anastasia, do senador, Aécio Neves, do ex-presidente, Fernando Henrique Cardoso, e do presidente estadual do PSDB, Marcus Pestana.

Pré-candidatos assistiram palestras e discutiram temas de interesse como gestão pública e Lei da Ficha Limpa