Você está em:
IMPRIMIR

Eduardo Barbosa direciona novos armamentos para três delegacias da Polícia Civil

3 de maio de 2022

Em cerimônia promovida na sexta-feira (29), na sede da Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Belo Horizonte, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) anunciou a aquisição de 723 armas de fogo, provenientes de emendas parlamentares indicadas pela Bancada Mineira do Congresso Nacional. O armamento, avaliado em mais de R$ 2,5 milhões, será destinado ao atendimento de 77 unidades policiais em todo o estado.

Presente no evento, o deputado federal Eduardo Barbosa conheceu os novos armamentos priorizados para as três delegacias que foram beneficiadas com a sua indicação. Assim, o arsenal da Delegacia de Pará de Minas passa a contar com mais 4 submetralhadoras – modelo SMT, calibre 9 mm; 1 pistola – modelo APX, calibre 9 mm; e 2 fuzis modelo T4, calibre 5,56 mm. A unidade policial de Itaúna recebe 1 submetralhadora 9 mm e 1 fuzil 5,56 mm. Enquanto que a Delegacia de Bom Despacho foi beneficiada com 1 submetralhadora SMT e 1 fuzil T4.

Representando os demais parlamentares federais da Bancada Mineira, Eduardo Barbosa ressaltou que o objetivo da ação conjunta é disponibilizar recursos para que o trabalho policial use de meios cada vez mais eficazes no combate à criminalidade. “Nós, deputados, estamos empenhados em apoiar a missão da nossa Polícia Civil de garantir a segurança pública da população”, disse.

Estruturação

Na ocasião, o chefe da PCMG, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva, exaltou os históricos aportes de recursos destinados à Polícia Civil, os quais têm possibilitado a construção de uma instituição cada vez mais forte, estruturada e moderna.

A aquisição dos 33 kits de armas, totalizando 723 unidades, é resultado do Convênio Federal de 2019, firmado entre a PCMG e o Ministério da Justiça e Segurança Pública.

FONTE: ASCOM-PCMG