Você está em:
IMPRIMIR

Secretário de Políticas da Igualdade Racial representa o Brasil no Conselho dos Direitos Humanos da ONU

20 de março de 2017

IMG_8926

O Secretário Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos está, nesta segunda-feira (20/03), representando o Brasil na Sessão do Conselho dos Direitos Humanos na Sede das Nações Unidas em Genebra (Suiça).

O Secretário reafirma a necessidade imediata das negociações de uma Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Afrodescendentes, bem como convocar uma IV Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Intolerâncias Correlatas.

Juvenal Araújo também solicitou a criação do Fórum Internacional de Afrodescendentes, com um mandato abrangente e inclusivo, conforme o Programa de Atividades da Década Internacional dos Afrodescendentes.

Tucano mineiro

O mineiro Juvenal Araújo assumiu em caráter interino a Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) em fevereiro último. Um dos objetivos da secretaria é formular políticas públicas afirmativas de promoção da igualdade e da proteção dos direitos de indivíduos e grupos étnicos, com ênfase na população negra, afetados por discriminação racial e demais formas de intolerância.

Presidente do Tucanafro Nacional e do de Minas Gerais (secretariado da Militância Negra do PSDB), ele foi convidado a ficar á frente da SEPPIR após a tucana Luislinda Valois se tornar ministra dos Direitos Humanos.

Para Juvenal Araújo, a discussão de políticas públicas para as pessoas negras no Brasil é fundamental em um país que, infelizmente, ainda é racista, mesmo com a maior parte de sua população sendo negra.