Você está em:
IMPRIMIR

PSDB inova mais uma vez com a criação do Tucanafro

30 de abril de 2013

Lançamento do secretariado Tucanafro em Belo Horizonte - Foto: Alessandro Carvalho

O PSDB de Minas Gerais lançou, neste sábado (13/04), no Teatro da Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte, o seu mais novo núcleo: o Tucanafro. O lançamento aconteceu durante o 1º Encontro Estadual da Militância Negra do Partido da Social Democracia Brasileira.

“Nossa participação contribuirá de forma decisiva para ampliar e enriquecer a atuação do partido no enfrentamento ao racismo por meio de ações afirmativas, reconhecimento e valorização da população negra”, afirmou o coordenador doTucanafro em Minas Gerais, Juvenal Araújo.

Participaram do lançamento lideranças estaduais do partido, além dos deputados estaduais João Leite, presidente do PSDB-BH, Ana Maria Resende, Luiz Henrique, Bonifácio Mourão, Rômulo Viegas e Dinis Pinheiro, presidente da Assembleia Legislativa. Quem presidiu os trabalhos foi o presidente do PSDB-MG, deputado federal Marcus Pestana, que falou da importância do núcleo para o partido.

“A diferença do PSDB para os outros partidos é que acolhemos os movimentos sociais não para aparelhá-los, mas sim para que tragam sua visão para dentro do PSDB e o influencie. Assim será com a militância negra, que participará ativamente do partido, inclusive em sua Executiva “. disse Marcus Pestana ao receber as fichas de filiação de 25 lideranças negras.

Os negros terão um Secretariado a ser criado durante Convenção Nacional do PSDB, que será realizada em Brasília, no dia 19 de maio. Atualmente, o núcleo da militância negra tucana atua em 14 estados. O primeiro foi criado em São Paulo, há dez anos. Ele vem juntar-se ao PSDB Jovem, ao PSDB Mulher e ao PSDB Sindical, criado há pouco mais de um ano.

PSDB e movimentos negros

De acordo com Juvenal Araújo, o PSDB no Brasil e em Minas foi o responsável pela institucionalização da política de combate ao racismo e da promoção de ações afirmativas e de apoio às comunidades quilombolas.

“Desde sua criação, o partido tem honrado o compromisso de promover e defender os princípios democráticos fundamentais e rejeitar qualquer tipo de discriminação. Agora, com a criação do Secretariado da Militância Negra, o PSDB dá um importante passo no combate ao racismo por meio da inclusão das questões raciais no seu programa partidário”, afirmou.

Ele lembrou ainda que foi em 2001, quando o senador Aécio Neves presidia a Câmara dos Deputados, que foi instalada naquela Casa a Comissão Especial do Estatuto da Igualdade Racial.

“Foi também na primeira administração do então governador Aécio Neves, em 2004, que foi estabelecido o sistema de cotas na Universidade Estadual de Minas Gerais (Uemg) e na Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes). E, ainda, foram realizadas no Estado as 1ª e 2ª Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial, que resultaram na criação do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, em 2009”, explicou o coordenador mineiro do Tucanafro.

No governo de Antonio Anastasia, as políticas públicas de combate ao racismo em Minas continuaram e foram incrementadas através do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial, e pela criação da Coordenadora Especial de Políticas Pró-Igualdade Racial na estrutura da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedese).

 

Assista a vídeo do senador Aécio Neves sobre o Tucanafro