Você está em:
IMPRIMIR

Juvenal Araújo participa da Audiência da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, em Washington (EUA)

24 de março de 2017

IMG_8930

O Secretário Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, esteve nessa semana, em Washington (EUA), na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA) para representar o Brasil na Audiência da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH). A audiência tratou de questões relativas à violência sofrida por jovens negros LGBT e também contou com a presença dos peticionários da sociedade civil.

Juvenal Araújo assinalou que é fundamental para o sucesso das ações governamentais de promoção da igualdade racial e superação do racismo as interseções com a temática de gênero. “Nos processos sociais de discriminação, os recortes de raça, gênero e população LGBT se entrecruzam recorrentemente e formam dimensões estruturantes da realidade brasileira. O enfrentamento dessas discriminações precisa contemplar estratégias que abordem de maneira conjunta esses recortes”, ressaltou.

No apoio às campanhas sobre racismo, no Plano Juventude Viva e no sistema de proteção de direitos (centros de referências e delegacias especializadas), a SEPPIR garantirá a diversidade de orientação sexual e identidade de gênero, garantiu o secretário,  “Para tanto, o edital de fomento de 2017 a ser lançado contará com linha de apoio a projetos que contêm a interface racial com a população LGBT”, adiantou Juvenal.

No Plano Juventude Viva, que atualmente está em fase de reestruturação com apoio do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), a abordagem da violência oriunda da discriminação de orientação sexual e de gênero aparecerá de forma mais clara e com metas a serem alcançadas, garantiu o secretário.

Leia também: Juvenal Araújo destaca ações da Seppir no combate contra a discriminação em evento da OEA em Washington

Juvenal Araújo com o Embaixador da Missão do Brasil junto a OEA em Washington, José Luiz Machado e Costa

Juvenal Araújo com o Embaixador da Missão do Brasil junto a OEA em Washington, José Luiz Machado e Costa