Você está em:
IMPRIMIR

Para deputado tucano, queda do desemprego no país é possível a partir de agosto

14 de junho de 2017

direito-seguro-desemprego

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, usou sua conta no Twitter para informar que, pela primeira vez em três anos, o desemprego parou de subir em abril, e acrescentou que a taxa deve começar a cair a partir de agosto deste ano. A notícia ocorre após a divulgação, feita há duas semanas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de que o desemprego atingiu o recorde histórico de 14 milhões de pessoas. Para o senador Dalírio Beber (PSDB-SC), a meta de derrubar a taxa a partir de agosto é possível, desde que o Congresso se comprometa a dar continuidade às reformas que podem reverter esse cenário.

“É com seriedade e responsabilidade – tanto por parte do governo federal quanto do Congresso – que devem ser encaradas as coisas. Essas reformas – trabalhista, previdenciária, tributária e político-partidária – se fazem necessárias para permitir que a estrutura, tanto política quanto econômica, esteja em cima de bases sustentáveis, duráveis.”

Meirelles também lembrou que o país está saindo da maior recessão da história, e ressaltou que os efeitos dessa herança deixada pelo PT não desaparecerão do dia para a noite. Dalírio Beber concorda com o ministro, e lembra que a crise também não surgiu repentinamente. O senador aponta que ela foi resultado de políticas econômicas equivocadas utilizadas ao longo dos anos de governos do PT.

“Não restam dúvidas de que o caos em que o Brasil se encontra se deve aos desacertos da política econômica imposta ao país durante os últimos 13 anos. E o conserto não se faz de um dia para o outro. São necessárias medidas de médio e longo prazo para que nós voltemos aos indicadores positivos que o Brasil já vivenciou”, afirmou.

Em maio, o IBGE divulgou que a taxa de desemprego passou de 13,7%, no trimestre encerrado em março, para 13,6% nos três meses que terminam em abril.

Fonte: Portal PSDB