Você está em:
IMPRIMIR

Prefeitura de Governador Valadares e o Judiciário alinham ações de combate à violência doméstica

9 de Fevereiro de 2018

A reunião semanal que o prefeito André Merlo faz com todo o seu secretariado contou com a participação da juíza da 2ª Vara Criminal e de Violência Doméstica, Solange de Borba Reimberg, e da promotora da pasta, Carla Regina Goulart Solaro

A reunião semanal que o prefeito de Governador Valadares André Merlo (PSDB) faz com todo o seu secretariado para programar e alinhar as ações de governo contou, nessa quarta-feira (07/02), com a participação da juíza da 2ª Vara Criminal e de Violência Doméstica, Solange de Borba Reimberg, e da promotora da pasta, Carla Regina Goulart Solaro. O objetivo foi fortalecer o diálogo institucional e a articulação da rede em prol da prevenção da violência doméstica.

“Viemos nos apresentar, falar dessa necessidade de diálogo e, principalmente, conhecer quais são os equipamentos oferecidos pelo Município. E traçar com essa rede (poder Executivo, poder Judiciário, Ministério Público, Polícias Civil e Militar e demais órgãos do terceiro setor), um fluxo de atendimento às vítimas de violência doméstica”, explicou a juíza.

Ao agradecer a visita, o prefeito reforçou a necessidade de melhorar o diálogo com o poder Judiciário, apresentou equipamentos e políticas públicas oferecidos pelo Município, em especial pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMS), e as ações que visam trabalhar a prevenção. “Estamos nos empenhando na prevenção e, por isso, é importante fortalecer essa rede e interligar as ações para que elas não percam a força”.

Equipamentos

Atualmente, o município de Governador Valadares dispõem de políticas públicas nas áreas da assistência social, saúde e educação para o enfrentamento da violência doméstica, a saber: Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) que oferece o serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (Paefi); atendimento técnico especializado a vítima de violência; Centro de Referência de Assistência Social (Cras) que atua no atendimento preventivo.

Além desses, possui ainda o Hospital Regional, que realiza notificações de atendimentos de vítimas de violência doméstica; o Núcleo de Vigilância em Violência (Viva) que registra os casos de violência doméstica atendidos pela rede da saúde; o Centro Psicossocial Álcool e Drogas (Caps`AD) e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf). ]

O município implantou ainda o Programa Estratégia de Saúde da Família (ESF) e também o trabalho pedagógico com as famílias dos alunos da rede municipal de ensino para o fortalecimento do combate à violência doméstica.