Você está em:
IMPRIMIR

Participantes do Parlamento Jovem 2017 destacam vivência do processo legislativo

2 de outubro de 2017

O deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP) é o autor da proposta sobre criação do Parlamento Jovem

O deputado federal Lobbe Neto (PSDB-SP) é o autor da proposta sobre criação do Parlamento Jovem

A Câmara dos Deputados encerrou na sexta-feira (29/9) a 14ª edição do Parlamento Jovem Brasileiro (PJB), uma iniciativa realizada a partir de proposta do deputado Lobbe Neto (PSDB-SP). Estudantes que participaram do programa ao longo da semana destacaram os aprendizados adquiridos e manifestaram satisfação com a oportunidade de vivenciar a rotina parlamentar.

A relevância dos aprendizados, voltados para o exercício da cidadania, foi enorme. Durante uma semana, os 78 jovens parlamentares, representantes dos 26 estados e do Distrito Federal, realizaram atividades em torno de debates, deliberações de projetos nas comissões e no Plenário, de modo a desenvolver habilidades de argumentação e respeito à diversidade de opiniões, além de construir um olhar mais crítico sobre sua realidade.

Para Mariane Silverio, 17 anos, do Paraná, foi uma experiência única, na qual ela pôde reconstruir seus pensamentos com relação à política e verificar a importância do protagonismo juvenil. “Eu tinha uma visão bem negativa sobre a política, então essa semana eu pude reestruturar essa visão, e foi completamente incrível”, destacou.

Para ela, é preciso desconstruir o pensamento de que falar sobre política é chato, incentivando outros jovens a discutir sobre o assunto. “Poder estimular os outros jovens da minha cidade vai ser a principal conquista”, afirmou. Para participar, Mariane apresentou um projeto sobre incriminação da pornografia em casos de vazamentos intencionais de fotos e vídeos íntimos nas mídias sociais.

Também do Paraná, o estudante Gustavo Model, 16 anos, destacou a importância dos debates sobre os diversos temas relevantes para a sociedade e do contato com pessoas de todos os estados. “Foi algo de extrema importância, até porque tivemos pontos de vista de diferentes regiões, e vimos que isso varia muito, e assim você consegue compreender que nem tudo que é válido na sua localidade, talvez funcione da mesma forma em outro local”, ressaltou. O projeto apresentado por Gustavo foi relacionado à adequação das escolas para uso de energia solar.

Já Guilherme Andrade, 17 anos, do Rio Grande do Sul, afirmou que o programa o ensinou a ouvir o ponto de vista do próximo, se abrir a novas ideias e a entender as características e realidades de diversas regiões do país.

Para ele, o mais importante foi adquirir conhecimento sobre o processo legislativo, pois ele conseguiu compreender os passos do surgimento de uma lei. Além disso, ressaltou que antes tinha uma visão muito negativa do legislativo, que se modificou totalmente.

“Como todo brasileiro, praticamente, eu tinha uma visão muito ruim da Câmara, eu pensava que os deputados não trabalhavam. Mas adentrando na realidade deles, eu vejo que trabalham muito”, destacou. Para participar, Guilherme apresentou projeto que visa padronizar as paradas de ônibus para aumentar a eficácia de embarque e desembarque de cadeirantes.

Lobbe Neto espera que, a partir do programa e do incentivo ao exercício da cidadania, os jovens possam se engajar mais na política, transmitir os conhecimentos adquiridos no programa e, quem sabe, exercer cargos políticos, seja em seus estados ou no Congresso Nacional, em busca de mudança e avanços para o país.

Fonte: PSDB na Câmara