Você está em:
IMPRIMIR

Secretário estadual não poderá ocupar cargo em bancos

8 de janeiro de 2016

Punição a José Afonso Bicalho será de oito anos. Mesmo com a penalidade, governador petista o mantém à frente da Pasta

epoca

A coluna Expresso, no site da revista Época, publicou, nesta sexta-feira (08/01), notícia mostrando que o secretário de Fazenda do governo de Fernando Pimentel, do PT, foi impedido de assumir direção de instituições financeiras no país por oito anos.

A punição se deve pelo de José Afonso Bicalho ter sido condenado pela 4ª Vara Federal de Belo Horizonte pelo crime de gestão temerária. Mesmo com a penalidade, aplicada pelo Conselho do Sistema Financeiro Nacional, o governador petista Fernando Pimentel o mantém em um dos mais importantes cargos da administração estadual.

Confira abaixo a íntegra da notícia:

Fazenda impede secretário de Pimentel de assumir direção de banco no País

Conselho do Sistema Financeiro Nacional aplicou punição por oito anos para José Afonso Bicalho

MURILO RAMOS E RICARDO DELLA COLETTA
08/01/2016 – 14h21 – Atualizado 08/01/2016 15h47

O secretário de Fazenda de Minas Gerais, José Afonso Bicalho Beltrão da Silva, teve no final de novembro recursos negados pelo Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional, órgão vinculado ao ministério da Fazenda, e foi declarado “inabilitado” por oito anos para exercer cargos de direção ou gerência em instituições financeiras no País.

No último mês de outubro, Afonso Bicalho já havia sido condenado pela 4ª Vara Federal de Belo Horizonte pelo crime de gestão temerária, por empréstimos considerados irregulares e concedidos quando ele era diretor-presidente do antigo Banco do Estado de Minas Gerais (BEMGE).

Procurado, Afonso Bicalho disse, por meio da assessoria da Secretaria de Fazenda, que não se manifestaria sobre o caso.

Leia também no site de Época.