videos
Você está em:
IMPRIMIR

Prefeitura de Pouso Alegre usa humor caipira em campanha educativa de trânsito na cidade

20 de novembro de 2017

“Caipiras do Trânsito” Zé Bento e Zé Barreiro, representados pelos atores Djalma Lopes e Carlos Barreiro, estão divulgando as ações para conscientização

Com objetivo de formar cidadãos mais conscientes e preparados para enfrentar a vida no trânsito, além de conscientizar a população sobre um trânsito mais seguro, a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito inicia, em Pouso Alegre uma campanha educativa. Para tanto contratou os serviços dos “Caipiras do Trânsito” Zé Bento e Zé Barreiro, representados pelos atores Djalma Lopes e Carlos Barreiro para divulgar a ação.

Desde a segunda-feira (13/11), a dupla visita locais estratégicos da cidade e promove a campanha para um trânsito seguro, e por meio de ações, gestos e frases bem humoradas eles passam aos condutores, ciclistas e pedestres noções fundamentais de boa convivência no trânsito. A estratégia foi muito bem recebida por condutores e pedestres que acolhem as observações bem humoradas dos caipiras do trânsito.

A campanha “Caipiras no Trânsito” vai até o dia 29 de dezembro, cobrindo o período de compras de final de ano, quando o tráfego de veículos na cidade tem o fluxo ampliado em decorrência das compras natalinas e atividades comerciais. A dupla atua geralmente em rotatórias e semáforos de grande movimento.

Na quarta-feira (22/11), a ação vai se estender ao distrito de São José do Pantano, onde a população e alunos da Escola Profª Mariana Pereira Fernandes serão contemplados com as atividades educativas. Para a Secretaria Municipal de Trânsito, com informação, educadores e estudantes podem iniciar os primeiros passos na educação para o trânsito e avançar em busca dessa consciência, comprometidos com a valorização da vida.

Segundo o secretário municipal Vagner Mutti é muito importante que a campanha chegue às escolas, pois “através da educação no trânsito dentro das escolas poderemos formar cidadãos mais conscientes e preparados para enfrentar o cotidiano do trânsito”.

Educação no trânsito

Respeito, cortesia, cooperação, solidariedade e responsabilidade constituem os eixos determinantes da transformação do comportamento do homem no trânsito. E, por isso, devem ser passados de geração a geração.

E esta não é uma tarefa muito simples e fácil. Pois, para transformar uma sociedade, é importante a participação, conscientização e o desejo de cada criança, adolescente, adulto ou idoso. É necessário que os pais, professores, empresários e as próprias autoridades percebam como atitudes corretas no trânsito podem salvar vidas. Mas para mudar é preciso querer. E por que não começar a partir de nós mesmos?

Muitos motoristas e pedestres não seguem as leis, o que pode provocar a ocorrência de vários acidentes de trânsito. Os dados estatísticos mostram índices preocupantes. Para as pessoas se conscientizarem desse perigo o Brasil sempre elabora campanhas para a educação no trânsito, que chamam a atenção para a necessidade de respeitar a faixa de pedestres, usar cinto de segurança, não dirigir alcoolizado, utilizar cadeirinha para crianças no carro, não usar o celular enquanto dirige, etc. A educação no trânsito não se limita apenas a ensinar regras de circulação, mas também deve contribuir para formar cidadãos responsáveis, autônomos, comprometidos com a preservação da vida.