videos
Você está em:
IMPRIMIR

Parlamentares condenam vandalismo e defendem funcionamento do Legislativo

25 de maio de 2017

Nem as bicicletas disponíveis na Esplanada para deslocamento de brasilienses escaparam da fúria de manifestantes

Nem as bicicletas disponíveis na Esplanada para deslocamento de brasilienses escaparam da fúria de manifestantes

Parlamentares do PSDB criticaram duramente os atos de vandalismo ocorridos nesta quarta-feira (24/5) na Esplanada dos Ministérios e afirmaram que o Congresso deve reagir com trabalho. Depois de uma marcha que começou pacífica, manifestantes entraram em confronto com policiais e partiram para depredar o patrimônio público.

O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) lembrou a recente mobilização pelo impeachment de Dilma Rousseff. “Milhões foram às ruas num protesto pacífico, ordeiro. Agora, alguns milhares liderados pelo PT vem promover a baderna, incendiar prédio público, promover a violência”, criticou em Plenário. Em discurso, fez um apelo pelo trabalho no Congresso. “A melhor maneira de dar uma resposta a tudo isso é o Congresso trabalhar. Vamos votar, vamos aprovar medidas provisórias necessárias e, é claro, melhorar este país, combatendo a corrupção e colocando o Brasil nos trilhos para gerar emprego e melhorar a vida do nosso povo”, disse.

Segundo notícias divulgadas pela mídia, o quebra-quebra começou quando grupos mascarados começaram a provocar policiais militares, que reagiram lançando spray de pimenta, gás lacrimogênio e disparando balas de borracha. Ao final, um rastro de destruição em praticamente todos os ministérios. Até a Catedral Metropolitana e o Museu da República foram danificados. Paredes pichadas com palavras de ordem, vidraças e refletores quebrados marcaram a manifestação.  Até mesmo pasta e documentos foram retirados dos ministérios da Cultura e Meio Ambiente.

Já o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) se disse perplexo. “São esses que querem tomar o poder? Isso pra eles é democracia? As reformas necessárias despertam tanto ódio? O PT quer atear fogo no Brasil?”, criticou.

Os manifestantes são ligados às centrais sindicais e vieram de ônibus de várias partes do país. A PM estimou a presença de 35 mil pessoas.

Leia matéria completa no site PSDB na Câmara

Assista ao vídeo: PSDB repudia incitação de violência feita pela oposição