Você está em:
IMPRIMIR

Nota do PSDB-MG à imprensa – Dilma transfere domicilio eleitoral para Minas Gerais

6 de abril de 2018

Nota à imprensa

Muitos dos mineiros estão estarrecidos com a notícia de que a ex-presidente Dilma Rousseff transferiu seu domicilio eleitoral para Minas Gerais, estado que nunca priorizou nos mais de 13 anos que esteve no Governo Federal, tanto como ministra como na Presidência.

Por não ter conseguido espaço na chapa do PT no Rio Grande do Sul, onde reside há mais de 40 anos, a ex-presidente afastada parece tentar fazer de Minas seu plano B para ressuscitar do ostracismo em que se encontrava.

A verdade é que a pretensa candidatura de Dilma em Minas foi armada no escuro da noite dessa quinta-feira, após a decretação da prisão do ex-presidente Lula.  Pior: o PT usa da comoção alimentada por seus dirigentes junto à militância do partido para forjar uma candidatura oportunista que em nada representa os mineiros.

Para isso, na última hora do prazo final dado pela legislação, Dilma transferiu hoje seu domicílio eleitoral de Porto Alegre para Belo Horizonte.

Vale lembrar um fato registrado pela imprensa em 27 de agosto de 2013 que retrata bem a relação de Dilma com Minas Gerais. Em seu discurso durante lançamento do Pronatec, em Belo Horizonte, Dilma trocou o nome da capital mineira por Porto Alegre.

Talvez por não conhecer os mineiros, a pretensa candidata confie na pouca memória do nosso povo. Engana-se. Os mineiros não se esquecem das promessas feitas em seu governo e jamais cumpridas.

Como presidente da República, Dilma nada fez por Minas Gerais. Mais ainda, prejudicou o estado em inúmeras oportunidades.

Depois de levar o Brasil a uma crise econômica e social sem precedentes na história do país, a pretensa candidatura de Dilma é um desrespeito com o povo mineiro.

 

Deputado federal Domingos Sávio, presidente do PSDB-MG

Deputado estadual Gustavo Valadares, líder da Minoria na Assembleia Legislativa de Minas Gerais