Você está em:
IMPRIMIR

Matéria da ÉPOCA mostra que governador restringiu acesso ao local de entrega da Medalha JK por temer vaias

12 de setembro de 2016

vergonha

Diferentemente de anos anteriores, quando a entrega da comenda era pública, neste ano a cerimônia foi realizada dentro de um batalhão da PM

Tradicionalmente, a entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek (Medalha JK) em Diamantina sempre foi uma grande festa realizada em praça pública. Na cerimônia deste ano, realizada na manhã desta segunda-feira (12/09), a entrega da comenda aconteceu dentre de um Batalhão da Polícia Militar da cidade, em um espaço distante da Rua Macau do Meio, onde era realizada todo ano, ao lado de um monumento a JK.

De acordo com matéria publicada no site da revista ÉPOCA, a decisão de realizar a cerimônia em um local fechado deveu-se ao temor do governador petista Fernando Pimentel de ser vaiado.

“Temendo manifestações políticas antipetistas, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT-MG), omite endereço para a entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek — evento simbólico que ocorre há 10 anos em comemoração ao aniversário de nascimento do ex-presidente da República”, ressalta a matéria.

Ainda de acordo com a matéria, esta é a primeira vez que o evento ocorre a portas fechadas, em local com restrição de público.

Confira a íntegra da matéria publicada na revista ÉPOCA:

express

Temendo manifestações políticas antipetistas, o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT-MG), omite endereço para a entrega da Medalha Presidente Juscelino Kubitschek — evento simbólico que ocorre há 10 anos em comemoração ao aniversário de nascimento do ex-presidente da República.

Entre os mais de 80 agraciados, 11 são atletas olímpicos. Todos receberão, a portas fechadas, no Batalhão de Polícia Militar, a medalha. É a primeira vez que o evento ocorre em local com restrição de público.

fp