fotos
Você está em:
IMPRIMIR

Governo de Minas compartilha Choque de Gestão com prefeituras do interior

16 de dezembro de 2011

Compartilhar a experiência do Choque de Gestão com as administrações públicas municipais, para que as prefeituras possam modernizar seus modelos de gestão, podendo atender com eficiência às demandas de uma população cada vez mais exigente quanto à qualidade dos serviços prestados. Com esse objetivo, o Governo de Minas iniciou, nesta quinta-feira (15), na Cidade Administrativa, o processo de Municipalização das Práticas de Gestão Pública, reunindo 43 representantes de municípios mineiros, das dez regiões do Estado: Norte; Rio Doce; Centro-Oeste; Zona da Mata; Jequitinhonha; Vale do Mucuri; Alto Paranaíba; Triângulo; Noroeste e Sul de Minas.

Na abertura do evento, a subsecretária de Gestão da Estratégia Governamental, Adriane Ricieri, destacou a importância da participação efetiva dos municípios para a construção conjunta de práticas modernizadoras na gestão pública, convocando as prefeituras a se integrarem no projeto. “Esse projeto de municipalização vem sendo desenvolvido ao longo dos anos dentro do Governo, mas são as cidades que fazem acontecê-lo na prática. Saímos de um modelo de Estado mais burocrático para outro mais organizado do ponto de vista gerencial, com foco na gestão de resultados. Essa transformação vem se consolidando na administração pública. A partir de agora, é muito importante que todos vocês caminhem com a gente”, disse ela.

O coordenador de Projetos do Núcleo Central de Inovação e Modernização Institucional (NCIM), Cristhian Maduro, fez a apresentação dos objetivos do programa: autonomia municipal; desenvolvimento econômico regionalizado; fortalecimento da administração pública e da capacidade dos governos locais; maior eficiência das políticas públicas e melhoria dos serviços prestados.

A metodologia do projeto é dividida em três fases: capacitação, implantação e monitoramento. Na primeira etapa, técnicos de treinamento de gestão do governo irão capacitar secretários e servidores municipais, por meio de cartilhas, seminários e visitas. Em seguida, durante a implantação, alunos da Fundação João Pinheiro irão assessorar a implantação das práticas modernizadoras de gestão, aplicando metodologias, ferramentas e formulários. E na terceira fase, serão monitoradas o desempenho das ações; as restrições à execução dos programas e quais as ações e providências deverão ser adotadas; a evolução dos indicadores; os resultados alcançados e seus impactos.

O prefeito de Leopoldina, Bené Guedes, elogiou a iniciativa do Governo de Minas, ressaltando os benefícios que serão proporcionados para a população. “Acho que essa ação do governo Anastasia terá desdobramentos positivos. Essa discussão é muito importante para que possamos dinamizar nossas administrações”, observou.

Para o secretário de Planejamento de Poços de Caldas, Mizael de Mendonça, a expectativa quanto aos bons resultados é a melhor possível. “O governo Anastasia é um expoente nacional quanto à gestão pública. Essa transferência de know-how para os municípios, com a implantação de índices e metas, irá gerar melhorias efetivas na forma de administrar a prefeitura, com resultados concretos para a população”.

Os desafios do projeto, de acordo com a subsecretária Adriane Ricieri, encontram-se no alinhamento entre Governo e municípios, para que os resultados possam ser alcançados. “É preciso que sejam formados núcleos fortes dentro das prefeituras, que estejam comprometidos com a implantação desse projeto”, alertou. “O cronograma será implantado de forma gradual. 2012 é um ano de construção dessa metodologia. Iremos avançar em etapas, para que em 2013 possamos consolidar efetivamente esse trabalho”, acrescentou.Evento reuniu 43 dirigentes de municípios de todas as regiões mineiras - Foto: Lúcia Sebe/Secom MG