Você está em:
IMPRIMIR

Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, este ano contará também com uma Mostra de Cinema

5 de abril de 2017

A primeira exibição será do filme recém-lançado Redemoinho, inspirado na obra de Luiz Ruffato, que também estará no festival para um bate-papo

A primeira exibição será do filme recém-lançado Redemoinho, inspirado na obra de Luiz Ruffato, que também estará no festival para um bate-papo

selogestaotucana

Além da presença de diferentes escritores e convidados, o Festival Literário de Poços de Caldas, o Flipoços, que neste ano acontece entre os dias 29 de abril e 7 de maio no Espaço Cultural da Urca, recebe também a “Mostra de Cinema Flipoços”. A primeira exibição será do filme recém-lançado Redemoinho, inspirado na obra de Luiz Ruffato, que também estará no festival para um bate-papo.

A exibição de “Redemoinho” ocorre no dia 2 de maio às 20 horas, na Urca. O filme, com direção de José Luiz Villamarim é baseado no livro ““O Mundo Inimigo – Inferno Provisório Vol. 2”, do autor mineiro Luiz Ruffato. O filme ganhou o Prêmio Especial do Júri Oficial e o de Melhor Ator, para Julio Andrade, no Festival do Rio. No Festival de Havana, marcou presença na seção oficial Opera Prima. “O diretor José Luiz Villamarin foi um dos melhores leitores que tive. Transportou para a tela não só o espírito da história na qual se inspirou para fazer o filme, mas também e principalmente na atmosfera de poesia do meu trabalho”, comentou o escritor sobre a mostra.

A Mostra de Cinema Flipoços exibe também o filme “Órfãos do Eldorado”, no dia 1º de maio, às 10 horas, na Biblioteca Centenário. O filme é inspirado na obra de Milton Hatoum, autor amazonense que é o patrono do evento e cujo estado também é um dos homenageados no encontro. Na película, com direção de Guilherme Coelho, Hatoum faz uma ponta como ator, interpretando um pescador. O filme é estrelado por Dira Paes, Mariana Rios e Daniel de Oliveira.

O Flipoços traz também a exibição do documentário sobre a vida da escritora Lygia Fagundes Telles, realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), para o Prêmio Jabuti 2016, quando a autora foi premiada pelo conjunto da obra. Como a autora é considerada um das mais reconhecidas romancistas do Brasil e não pode estar pessoalmente no Festival, o Flipoços para homenageá-la vai exibir o documentário em três oportunidades: dia 1º de maio, antes da palestra de Clóvis de Barros, às 19 horas; dia 4 de maio, antes da mesa com Joaquim Ferreira, às 18h30 e dia 7 de maio, antes da mesa da Miriam Leitão e filhos, às 16 horas.

O festival recebe também o filme “Poesia e Melodia”, de Flávio Colombini, com Solange Key no evento. A exibição ocorre no dia 5 de maio, às 14 horas, no Instituto Moreira Salles (IMS), que é um dos parceiros do evento e em seguida, diretor e atriz conversam com o público.

Haverá ainda a exibição de filmes internacionais dentro do projeto Cine Fibrax – Open Air. A programação completa está no link: http://www.flipocos.com

A curadora do Flipoços, Gisele Corrêa Ferreira, comenta sobre a mostra de cinema. “Todos os anos tentamos fazer essa ponte entre o cinema e a literatura, que é bem estreita e prazerosa. Trazemos grandes títulos, alguns com a presença dos autores e diretores, para que o público possa também se aproximar mais da arte. Essas parcerias firmadas a partir dessa edição certamente vai incrementar ainda mais nossa Mostra de Cinema”, destaca.

Flipoços

O Festival Literário de Poços de Caldas, Flipoços, tem se firmado como um dos mais importantes festivais de literatura do país. O festival tem características próprias e busca no Brasil e exterior o que há de melhor na literatura e suas particularidades oferecendo a todos os tipos de públicos, de forma gratuita, contato direto com os mais variados estilos de autores. Conceituado não só pelo grande conteúdo e diversidade de temas, o Flipoços também promove novos escritores.