Você está em:
IMPRIMIR

Ferramentas para convenções digitais do PSDB estarão disponíveis a partir de julho

4 de junho de 2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, em sessão nesta quinta-feira (04/06), a possibilidade de realização das convenções partidárias por meio digital. Com a decisão em mãos, o PSDB está pronto para oferecer, a partir de julho, as ferramentas tecnológicas para que os diretórios em todo o país possam realizar suas convenções totalmente online.

“Aqui em Minas, o PSDB já está adaptado às novas condições trazidas pela pandemia e já aderiu às novas tecnologias disponíveis. Inclusive, o partido já vem fazendo isso com a produção das lives, numa oportunidade clara, dentro do possível, de aproximação com a base. Nós vamos utilizar nossas ferramentas digitais para auxiliar todos os diretórios e comissões provisórias a acessarem as novas plataformas”, informou o presidente estadual mineiro, deputado federal Paulo Abi-Ackel.

Desde março que o Diretório Nacional vem se preparando para a implantação deste modelo quando o presidente nacional Bruno Araújo assinou a Resolução 08/20 que regulamenta dispositivos partidários online.

De acordo com o parlamentar, desde o início do distanciamento social que o PSDB-MG vem ampliando o contato com todo o interior por meio de suas ferramentas virtuais e redes digitais. “Desde a nossa convenção que eu tenho orientado para o uso intensivo das soluções digitais. É possível encurtar a distância entre as pessoas e discutir assuntos fundamentais para a sociedade. Nós temos feito videoconferências, lives e seminários remotos e estamos aproveitando tudo que a tecnologia nos oferece”, reforçou Abi-Ackel.

O calendário eleitoral estabeleceu o prazo entre 20 de julho e 05 de agosto para a realização das convenções. Segundo a decisão do TSE, os critérios e prazos para a validade do modelo online são os mesmos aplicados ao formato presencial previsto em lei e nos estatutos partidários.

Pioneirismo
O uso de ferramentas de participação digital vem sendo intensificado pelo PSDB mesmo antes da urgência gerada pela epidemia. O partido foi o primeiro a realizar, em 2019, tele-reuniões de sua Executiva Nacional. Além disso, tem aberto canais de comunicação direta com pré-candidatos e filiados, como o aplicativo PSDB Legal.

Outro caminho é educação à distância. Já estão em prática as aulas do programa Jovens Líderes, os cursos de formação política oferecidos pela Escola ITV e o programa PSDB Brasileiras, elaborado pelo PSDB-Mulher para as pré-candidatas tucanas.

“Vamos ampliar, e muito, a nossa base de qualificação, não apenas para o momento eleitoral, mas de formação política como um todo. É um investimento que contribui para consolidar o nosso partido e que vamos continuar fazendo”, afirma Bruno Araújo.