Você está em:
IMPRIMIR

Congresso conclui votação do PL relatado por Marcus Pestana que altera meta fiscal

6 de setembro de 2017

Segundo Marcus Pestana, o cenário fiscal do país se deteriorou e houve necessidade de alteração da meta

Segundo Marcus Pestana, o cenário fiscal do país se deteriorou e houve necessidade de alteração da meta

O Congresso Nacional rejeitou dois destaques e concluiu a votação do Projeto de Lei (PLN) 17/17, que permite ao Poder Executivo aumentar o deficit primário para R$ 159 bilhões em 2017 e 2018. O texto-base havia sido aprovado na última semana.

O relator da proposta, deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), foi à tribuna defender a manutenção do texto. Segundo ele, o cenário fiscal do país se deteriorou e houve necessidade de alteração da meta. O tucano acrescenta que não é uma questão subjetiva, mas sim matemática. “É um raio-x da realidade. Há que se rever a meta para que o orçamento público não seja uma peça de ficção”, afirmou.

O tucano esclareceu as causas que levaram à mudança da meta: inflação baixa, que deprimiu a receita, e o ritmo lento da retomada econômica, saindo da maior recessão da história brasileira. Também houve frustração em relação à repatriação de recursos e intervenções do Congresso que geraram impactos.

Fonte: PSDB na Câmara