Você está em:
IMPRIMIR

Antonio Carlos Arantes participa do seminário “O futuro da Mineração” na ACMinas

22 de agosto de 2019

A convite do presidente da ACMinas, Aguinaldo Diniz, o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Antonio Carlos Arantes participou do seminário “O futuro da Mineração”, que apresentou palestras do presidente do conselho do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), Wilson Brumer, e do presidente da instituição Flávio Penido.  O encontro contou com a participação do vice-governador Paulo Brant, além de empresários, fornecedores e convidados.


O deputado Arantes participou da mesa de debates e defendeu uma reformulação da atividade no estado: “Nosso modelo de mineração é uma mina exaurida. Temos que recomeçar com outros parâmetros, que tragam mais segurança na exploração para que tragédias como as de Mariana e de Brumadinho possam ser evitadas. Não temos como fugir da nossa vocação. Minas sem agro e sem minério não é Minas”, afirmou.


O setor da mineração faturou no ano passado cerca de R$ 34 bilhões, sendo responsável por 8% do PIB brasileiro, gerando emprego e renda para mais de 2 milhões de pessoas. O país tem 9.400 empresas mineradoras, sendo que mais de 80% delas são micros e pequenas empresas. Somente 2% são consideradas grandes mineradoras.
Os produtos da mineração estão presentes em quase tudo que usamos. Só em Minas Gerais, são 82 tipo diferentes de exploração. O estado é o primeiro exportador mundial de nióbio e o terceiro em ferro e em bauxita. O setor é responsável por 60% do saldo da balança comercial mineira.


O presidente do Conselho do IBRAM, Wilson Brumer, falou da necessidade de reorganizar o setor, após o rompimento das barragens de Brumadinho e de Mariana. “Exploração mineral precisa de uma nova filosofia de trabalho. A começar, por uma agência de mineração forte, que contribua para a captação de investimentos estrangeiros. O Brasil poderia ser uma potência mineral, mas não é.


Arantes parabenizou o presidente Aguinaldo Diniz pela iniciativa: “Tive uma verdeira aula sobre mineração. Temos que aproveitar esse momento de liberdade econômica para convergirmos em torno da reestruturação do setor no estado. Somos parceiros e aliados em todas as ações que promovam o desenvolvimento de Minas Gerais. Contem comigo”. Encerrou.