Você está em:
IMPRIMIR

Anastasia recebe parlamentares britânicos em Brasília

25 de setembro de 2019

Membro da União Interparlamentar e vice-presidente do Senado Federal brasileiro, o senador Antonio Anastasia recebeu nesta terça-feira (24/09), no Salão Nobre do Congresso Nacional, delegação de cinco parlamentares britânicos em visita ao Brasil para discutir temas relacionados ao comércio internacional, à educação e ao meio ambiente.

O chefe da delegação, Mark Menzies, do Partido Conservador, disse que o Parlamento Britânico reconhece o esforço do Brasil para garantir um crescimento mais limpo. Afirmou ainda estar preocupado com a situação na Venezuela e quis saber o que está sendo feito pelo governo brasileiro para ajudar a população daquele país.

O Lorde Howarth of Newport, título do trabalhista Alan Howarth, disse que o Brasil tem o desafio de preservar a Floresta Amazônica, “o que é um privilégio e uma responsabilidade”. Afinal, ressaltou, é preciso garantir que as pessoas da região se desenvolvam economicamente e, ao mesmo tempo, preservem o meio ambiente.

Martin Vickers, do Partido Conservador, falou do interesse do Reino Unido em desenvolver projetos com o Brasil na área de energias renováveis, além de outras formas de cooperação entre os dois países. Economia e educação foram os temas abordados pela Baronesa Coussins, título da independente Jean Elizabeth Coussins. Ela falou de sua preocupação quanto ao comércio entre os dois países após a saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit. O seu país, segundo ela, também quer receber mais estudantes brasileiros.

Chris Leslie, do Grupo Independente por Mudanças, falou também sobre as relações comerciais com o Brasil, especialmente nas áreas de seguro e serviços financeiros. E afirmou que os britânicos de Nottingham, que ele representa, também estão preocupados com o meio ambiente. Para que haja desenvolvimento sustentável com preservação da floresta, disse, “todo mundo quer apoiar a população da Amazônia e o povo brasileiro”.

Soberania

O senador Anastasia afirmou aos visitantes que o Brasil tem buscado um ponto de equilíbrio entre proteger um patrimônio da humanidade, referindo-se à floresta, e, ao mesmo tempo, garantir qualidade de vida aos 20 milhões de brasileiros da região.

“Jamais poderemos recursar ajuda internacional, tanto de recursos como de tecnologia. Nós temos uma preocupação grande com os brasileiros que vivem lá. E temos feito um esforço em conjunto com a comunidade internacional, mas respeitando nossa soberania”, destacou.

Sobre a Venezuela, Anastasia disse que o Brasil respeita a autodeterminação dos povos, o que afasta a possibilidade de uma intervenção militar. A solução, segundo ele, deve ser diplomática, o que está sendo debatido com o Grupo de Lima, fórum de chanceleres de países do continente americano para discutir a crise venezuelana.

“Mas sem fechar os olhos para a crise humanitária”, disse o senador, lembrando que milhões de refugiados fogem do país, inclusive para o Brasil, aonde chegam por Roraima, um estado pobre.

Com a ajuda das Forças Armadas e de empresários, completou Anastasia, venezuelanos têm sido transferidos para outras regiões do país, com mais possibilidade de emprego. O senador disse ainda que o Brexit poderá trazer mais oportunidades de negócios bilaterais entre Brasil e Reino Unido, como na área de infraestrutura, por meio de parcerias entre governo e iniciativa privada. E elogiou a disposição do Reino Unido em ajudar na área de educação.