Você está em:
IMPRIMIR

Aécio pede que ex-diretora da Apex esclareça sobre contratos espúrios no governo

9 de maio de 2019

O deputado federal Aécio Neves cobrou nesta quarta-feira (08), na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados, a convocação da ex-diretora da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex), Letícia Catelani, para explicar as declarações dadas por ela, na segunda-feira, sobre a existência de “contratos espúrios” sob responsabilidade da Apex.

Em requerimento apresentado ontem à Comissão, mas não pautado para votação na reunião de hoje, Aécio e os deputados Arlindo Chinaglia e Rubens Bueno pedem a presença da ex-diretora em audiência para explicar a que contratos ela se referiu em postagem feita no Twitter. Catelani afirmou que: “Combati incansavelmente a corrupção e fechei as torneiras que a alimentavam. Estou pagando o preço. Sofri pressão de dentro do governo pela manutenção de contratos espúrios, além de ameaças e difamações. Não me intimidei! Gratidão pelo apoio e o movimento”.

“Apresentamos um requerimento de convite à sra. Letícia Catelani, ex-diretora da Agência de Promoção à Exportação, para que pudesse aqui prestar alguns esclarecimentos dela própria publicado inclusive nas redes sociais, dando conta, segundo ela, de pressões que tem sofrido dentro do governo pela manutenção de contratos espúrios. Repito as palavras da sra. Catelani, além de ameaça e difamações”, afirmou o deputado Aécio, que protestou junto ao presidente da Comissão, deputado Eduardo Bolsonaro, contra a não inclusão do documento na pauta de trabalho desta quarta-feira.

“Acho que é de interesse de todos, inclusive do próprio governo, que essas denúncias graves da sra. Catelani sejam aqui esclarecidas. Já temos uma pauta apenas com dois requerimentos, inclusive os dois de autoria de V.Exª., por que razão de esse requerimento, que é apenas um convite para esses esclarecimentos, não foi pautado na reunião de hoje?”, questionou Aécio.

Em 3 de abril, um acordo de procedimentos aprovado na Comissão estabeleceu que os requerimentos recebidos até às 18 horas do dia anterior à reunião poderão ser incluídos na pauta.

“Dentro deste prazo, eu ao lado dos deputados Arlindo Chinaglia e Rubens Bueno apresentamos ontem um requerimento de convite”, argumentou o deputado.

Aécio defendeu que a Comissão de Relações Exteriores mantenha as regras aprovadas para a preparação da pauta de trabalho, independentemente do posicionamento favorável ou contrário por parte do seu presidente.

“Cheguei aqui há quase 30 anos e acho que uma certa liturgia ajuda que as coisas funcionem e funcionem bem”, afirmou.

Da assessoria de imprensa do parlamentar