Presidente prefere paranoias a lidar com a dura realidade do governo

30 de abril de 2016

NOTA

Sem mostrar provas, o presidente Bolsonaro disse que as eleições foram fraudadas.

Agora, também sem provas, teria dito a deputados que ele é alvo de uma conspiração.

Na realidade, prova que não está com a cabeça no lugar para enfrentar a pandemia e cria inimigos imaginários para justificar suas falhas.

Não lidera, não faz a gestão, confronta publicamente subordinados competentes. Prefere dar ouvidos a teorias da conspiração e paranoias do que lidar com a dura realidade de seu governo.