Por unanimidade, convenção oficializa Anastasia candidato ao Governo de Minas

30 de abril de 2016

Cerca de 3000 pessoas se reuniram neste sábado (28/07), em Belo Horizonte, nas convenções estaduais que oficializaram o nome do senador Antonio Anastasia como candidato ao governo do Estado de Minas Gerais. Com um clima de esperança em torno da possibilidade da reconstrução do Estado, Anastasia destacou que essa palavra foi escolhida como símbolo da caminhada rumo ao governo de Minas. “Estamos iniciando um processo que não será fácil. É a caminhada pela reconstrução de Minas Gerais. E essa palavra foi escolhida para ser o símbolo de nossa campanha, ao lado da nossa bandeira”.

Anastasia recordou o tempo em que esteve a frente do Executivo estadual e destacou que, com planejamento e com uma equipe qualificada, Minas poderá novamente se reerguer. “Foram 12 anos de governo de Minas, 12 anos de obras, realizações, pagamentos em dia, convênios com as prefeituras, o Estado avançando. Contra quatro anos de desmazelo, de tristeza, de baixa autoestima. Para mim, Minas é aquela casa em que trabalhamos, que deixamos organizada, com as pessoas felizes. Passados quatro anos, o que encontramos? Uma casa desmazelada, depredada, praticamente destruída. Mas temos força, temos valor de homens e mulheres preparados para superar essa dificuldade em que Minas se encontra”, destacou.

Ele afirmou que a atual gestão do Estado não assume a responsabilidade pelo fracasso financeiro em que se encontra, transferindo a responsabilidade ora para a gestão anterior, ora para os aposentados, e disse que irá combater estes argumentos com a verdade. “Não vamos abaixar a cabeça, vamos enfrentar os desafios com galhardia. Quero ser o governador da verdade mais uma vez, mostrando números, de maneira clara, e apontando qual é a realidade de Minas para juntos, todos nós, soerguermos o Estado. Aceito o desafio de tentar governar Minas mais uma vez. Quero levar essa mensagem para ser o governador de todos, porque juntos podemos e vamos reconstruir Minas Gerais”.

Serviço a favor de Minas
A experiência de 35 anos na vida pública trabalhando por Minas e pelo Brasil foi ressaltada durante a oficialização da candidatura de Anastasia. Ele afirmou que não há salvador da pátria, uma vez que o trabalho deverá ser conjunto e baseado na transparência. “Minha experiência e dedicação no serviço público me habilita para liderar, mas não para fazer mágica. Não serei candidato de promessas falsas, não farei promessas que serão irrealistas, nós temos de trabalhar com firmeza para superar as dificuldades que encontramos”.

De acordo Anastasia, o compromisso será, em primeiro lugar, com os servidores, para devolver o pagamento ao quinto dia útil, e com os municípios, para voltar aos bons tempos permitindo convênios e novos avanços.

Plano de Articulação e Ação para a Reconstrução de Minas
Durante o evento, Anastasia apresentou o Plano de Articulação e Ação para a Reconstrução de Minas, o PAAR, projeto que será a diretriz do seu plano de governo. “Uma campanha não se faz só com palavras, mas faz com firmeza, com energia e com movimento de cada um. Por isso mesmo temos uma ideia que é a coluna vertebral das nossas propostas, vamos fazer um plano chamado de PAAR. Esse plano se baseia na articulação entre poder público, empresários, municípios, sociedade civil, universidades, trabalhadores, sindicatos, imprensa, todos juntos, de maneira transparente, apresentando propostas e ideias. Será fundamental essa ideia da unidade para então termos a ação”, ressaltou.

Apoio nacional
Anastasia também afirmou que o próximo governador deverá manter um bom relacionamento junto à União em busca da reestruturação do Estado mineiro. Ele contou que, ao aceitar colocar seu nome como candidato a governador de Minas, conversou com o presidente Nacional do PSDB, o pré-candidato à Presidência da República, Geraldo Alckmin, que se comprometeu a dar ao Estado o tratamento que lhe é devido.

“Naquele momento fui ao governador Geraldo Alckmin e disse a ele que aceitaria o chamado, com único pedido: um compromisso dele de dar a Minas, caso eleito presidente, a dignidade e o respeito que não tivemos por 30 anos por parte da União. Por 30 anos Minas foi maltratada. Naquele momento, o governador, com o sangue mineiro que tem nas veias, me disse que assumiria esse compromisso e que dará a Minas o que é devido. E tenho certeza que ele o fará”, destacou.

Anastasia agradeceu a participação de milhares de mineiros de todos os cantos do Estado e reafirmou que o trabalho será intenso. “Temos muito trabalho. Se Deus nos permitir voltarmos ao governo do Estado e termos a confiança dos mineiros, nós vamos trabalhar com extrema energia. Nesse clamor que peço, a cada um que aqui está, a partir dessa convenção, que volte às suas cidades, com energia e dedicação para esta caminhada”, finalizou.

Marcos Montes reforça presença do interior na chapa de Anastasia

O candidato a vice-governador na chapa do senador Antonio Anastasia, deputado federal Marcos Montes, também participou da convenção estadual onde seus nomes foram oficializados na chapa que, até agora, já reúne PSDB, PSD, PPS, PSC, PMN, PHS, PTB e Solidariedade. Montes afirmou estar preparado para a caminhada ao lado de Anastasia e reforçou que representa os mineiros do interior. “Se eu puder dar todo o meu sangue e toda a minha energia para fazer com que Minas seja reconstruída, para que tenha um novo caminho a seguir, eu irei fazer. Senador Anastasia, o senhor devolverá a todos nós a esperança da conquista de um novo tempo. Tenho certeza de que todos estarão ao lado do senhor, porque o convite do senhor a mim é o convite ao interior de Minas, é o convite aos prefeitos, um convite a todos aqueles que querem alcançar o caminho da esperança. Vamos juntos, com Alckmin e Anastasia, reconstruir o Brasil e Minas Gerais”, destacou.

Fotos: Victor Schwaner/ PSDB/MG